A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/02/2009 10:16

Professores discutem reajuste na segunda com Nelsinho

Redação

O Sindicato dos trabalhadores em educação de Campo Grande terá uma reunião na próxima segunda-feira com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB), às 10h30, para falar de reajuste.

Na verdade, o que a categoria quer é a aplicação do piso nacional do magistério para professores com carga horária de 20 horas. "A lei permite isso, apesar de definir como base jornada de 40 horas", explica o presidente da ACP, Geraldo Gonçalves.

Na prática, a ampliação do piso de R$ 950,00 (R$ 1,060 com correção da inflação de 2008) representaria um reajuste de 62% na folha do magistério municipal.

"A prefeitura terá até 2010 para repassar, é com isso ter menos impacto nos custos", defende Geraldo.

Hoje o piso para quem tem jornada de 20 horas semanais é de R$ 523,00. Com acréscimo da regência, o salário do professor especialista em Educação vai para R$ 784,63.

Quem trabalha por 40 horas na semana, o base é de R$ 1.046,00 e com adicional sobe para R$ 1.569.

"Isso significa que a lei do piso não tem efeito para a jornada de 40 horas em Campo Grande, porque todo mundo ganha mais. Por isso queremos que o reajuste tenha validade para 20 horas também", justifica o presidente da ACP.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions