ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  19    CAMPO GRANDE 10º

Cidades

Promotor ameaçado de morte é escoltado pela Polícia

Por Redação | 05/05/2010 14:30

Policiais do setor de Políticas de Segurança Pública do MPE (Ministério Público Estadual) mantêm vigilância ao promotor Izonildo Gonçalves, de Costa Rica. Ele tem recebido ameaças de morte, conforme apurou a reportagem do Campo Grande News , em parceria com o site Hora da Notícia.

A cidade, que é distante 332 quilômetros de Campo Grande, tem pouco mais de 18 mil habitantes e enfrenta a tensão causada com a prisão do Oswaldo José de Almeida Junior, acusado de envolvimento no assassinato de um advogado e do atentado contra a ex-esposa. No caso da mulher, um homem invadiu o consultório e aplicou uma injeção na vítima, que é dentista.

O comandante do setor, coronel Teotônio da Costa, não dá detalhes da operação para preservar a segurança do promotor, que investiga os dois casos. Ele assegura que a situação está sob controle. "Trata-se de um risco aceitável. Mantenho a linha de vigilância branda", garante.

Ele explica que desde a morte do advogado Nivaldo Nogueira de Souza, ocorrida dia 23 de março de 2009, faz monitoramentos na cidade. No mês passado houve reforço no policiamento. As ações coincidem com a prisão de Oswaldo José de Almeida Junior, conhecido por "Dinho".

Ele é acusado de ser o mandante do assassinato do advogado e do atentado contra a dentista Josana Subtil de Melo, ocorrido em 07 de julho de 2009.

Oswaldo está em cela separada da delegacia da cidade. A reportagem apurou que ele foi separado do convívio dos outros presos devido ao risco que oferece. Já o delegado Cleverson Alves dos Santos, admite apenas que ele está em uma cela isolada dos outros 24 homens, para preservar as investigações.

Quem é preso ilustre - Os crimes dos quais Dinho é acusado são sempre cercados por mistérios. Todos correm em segredo de justiça.

No caso da morte do advogado, a suspeita é que o mandante teria tentado se vingar porque Nivaldo deixou de assisti-lo.

Já o atentado contra a dentista deixou a cidade assustada. O executor da ação, que pode ter sido coordenada por Oswaldo, invadiu o consultório e tentou injetar um líquido desconhecido na ex-esposa de Oswaldo.

Oswaldo está preso desde 27 de abril deste ano, em cumprimento ao segundo mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça.

A suspeita recaiu sobre ele quando, mo dia 17 de abril, Hilton Costa Silva foi preso por esfaquear Rodrigo Batista Flores, 39 anos. Ele forneceu informações relacionadas à morte do advogado e ao atentado contra a ex-esposa de Dinho.

O autor do atentado contra a dentista, Jair dos Santos Souza, 27 anos, também foi preso, em agosto, em Cassilândia, antes da primeira prisão de Oswaldo.

Nos siga no Google Notícias