ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 17º

Cidades

Promotora diz que pacientes podem morrer na fila de UTI

Por Redação | 07/07/2009 16:42

A promotora de Justiça da Cidadania, Sara Francisco Silva, alertou que muitos pacientes podem morrer na fila de espera por vaga de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), porque as obras para ampliar o número de leitos vai demorar. Por meio da assessoria de imprensa, ela fez um balanço das visitas feitas a Santa Casa de Campo Grande e ao Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian.

"Os pacientes na fila não podem esperar até que as obras sejam concluídas", afirmou, por meio da assessoria do MPE (Ministério Público Estadual). O secretário municipal de Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou que não tem condições de alugar leitos em hospitais particulares para suprir a demanda do SUS (Sistema