A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/09/2009 18:27

Recomendação pedia suspensão de avião igual ao que caiu

Redação

Recomendação "urgente de segurança", de abril deste ano, já pedia que a FAA (Federal Aviation Administration ) proibisse o voo do Zodiac CH-601XL, um avião leve para desporto que esteve envolvido em seis problemas devido a falhas de estrutura desde 2006. Avião semelhante caiu na segunda-feira (07/09) e causou com a morte do piloto Rômolo Donizete da Silva, 48 anos.

Segundo matéria publicada no site da Associação Brasileira de Ultraleve, o NTSB (National Transportation Safety Board) mencionou quatro acidentes nos EUA (Estados Unidos da América) e dois na Europa, dos quais um deles matou dez pessoas.

O NTSB aponta a existência de um problema com o projeto do avião que o torna suscetível a vibrações aerodinâmicas " aerodynamic flutter" - um fenômeno em que as superfícies de controle do avião podem vibrar repentinamente e, se feito ciclicamente, podem conduzir a uma "catastrófica falha estrutural".

Motor de Civic O ultraleve avançado, envolvido no acidente que terminou com a morte do piloto, ocorrida na região do Aeroporto Santa Maria, em Campo Grande, foi construído com um motor de Honda Civic turbinado. O delegado responsável pelo caso, Wellington de Oliveira, esclarece que motores de carros podem ser usados nestas construções, no entanto, as condições de segurança devem ser garantidas.

Oliveira ressalta ainda que outros critérios devem ser seguidos, como a qualidade do material empenhado, que deve ser de uso da Aeronáutica.

Os destroços, que ontem não estavam na área onde houve a queda, foram encontrados em um depósito de peças na Avenida Guaicurus. O material será submetido à perícia para avaliar se foi usado material adequado. Há a suspeita de que não seja.

Testemunhas afirmam ter visto a asa quebrar durante o voo. A versão será apurada no inquérito policial instaurado no 4º DP (Distrito Policial).

O dono da aeronave, Arli Serra, e o mecânico Paulo Ruban Willig, 63 anos, prestaram depoimento hoje na delegacia.

Serra apresentou a planta do avião e a autorização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). A Polícia irá investigar como foi dada a permissão para construir a aeronave experimental mesmo com a recomendação de segurança que pedia a suspensão de ultraleve deste modelo.

As investigações já apuraram que o avião fazia o primeiro voo. A aeronave era usada apenas para corrida de pista, como uma forma de testar o motor e, neste caso, levantava apenas um metro do chão.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions