A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

27/01/2015 13:27

Reinaldo fala da estrutura nas escolas, mas diretoras apontam outros problemas

Educação foi um dos carros chefes do governador durante a campanha eleitoral

Juliene Katayama
Reinaldo reúne-se com diretores para discutir problemas nas escolas (Foto: Marcelo Calazans) Reinaldo reúne-se com diretores para discutir problemas nas escolas (Foto: Marcelo Calazans)

Em encontro com diretores das escolas estaduais, na manhã desta terça-feira (27), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) apontou problemas nas estruturas das unidades, mas diretoras também falam em evasão escolar e falta de participação dos pais na vida escolar dos filhos.

“Algumas escolas têm problemas de infraestrutura, por isso esta reunião, para planejar no início do governo”, afirmou Reinaldo. Segundo o governador, “para melhorar a qualidade do ensino, precisa melhorar o todo e planejamento é tudo”.

Apesar do pacote do governador para melhorar as condições da Educação no Estado, com a implantação de tipologia e meritocracia, diretoras de escolas apontam outros problemas mais complexos para melhorar o ensino.

Mariluce Paiva é diretora adjunta da Escola Estadual Dr. João Leite de Barros e critica as condições físicas da escola. “O prédio estava sob intervenção e uma reforma começou em 2012, mas parou no ano seguinte”, disse. Mas o principal problema é a falta de participação dos pais na vida escolar dos filhos. “Os pais tinham que ir à escola fazer o acompanhamento dos filhos”, pontuou.

A diretora acredita que o projeto de ligar o programa do Vale Renda com a Educação poderá melhorar esta situação. “Quando tem reunião do Vale Renda é lotado, mas quando é para entregar boletim dos alunos aparece um gato pingado”, ressaltou.

A secretária da Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), vice-governadora Rose Modesto (PSDB), disse que o programa do Vale Renda é importante, mas vão criar outra saída para famílias de baixa renda melhorar de situação financeira.

“O Vale Renda é importante, mas precisamos encontrar uma porta de saída para a família de baixa renda, aí entra a educação. A família precisa estar dentro da escola para saber o que está acontecendo e isto pode ser uma condição para continuar com o benefício”, explicou Rose.

Além da falta de participação dos pais na formação dos filhos, a diretora Rosane Espíndola Barros Benzi da Escola Eufrosina Pinto, de Glória de Dourados, reclama da evasão escolar. “Tivemos muita evasão escolar em 2014 por falta de interesse do aluno em querer estudar. A maioria é do Ensino Médio”, ressaltou.

Segundo ela, a direção procura a família para tentar o retorno do aluno aos bancos escolares, mas não há esforço para acabar com este problema.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions