A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

06/12/2013 19:49

Ruralistas apontam omissão do governo e defendem leilão por milícia

Zana Zaidan e Filipe Prado

Parte dos deputados federais da FPA (Frente Parlamentar Agropecuária) chegaram à Campo Grande para participar do “Leilão da Resistência”, que prevê a venda de animais para arrecadar fundos para a contratação de seguranças para evitar invasão de áreas por indígenas. Para os parlamentares, apesar da decisão judicial que impede a arrecadação de recursos para a causa, a comercialização de animais por meio do leilão é legítima, e só foi articulada devido à omissão do governo federal na solução do conflito.

“Cada um se defende com o meio que tem. É um direito. Lutem, pois as conseqüências serão desastrosas”, alertou o deputado federal Paulo César Quartiero (DEM-PR) que, como produtor rural, afirma que já teve sua fazenda invadida por indígenas. “O governo parece não ter força para reagir e toda essa questão faz parte da política de governo”, comentou sobre o fato de que foi necessário que os produtores rurais tomassem medidas independentes diante da falta de posicionamento da União.

O deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) citou o caso de Japorã, a 487 quilômetros da Capital, um dos focos do conflito que envolve índios e fazendeiros no Estado. Se a demarcação de terras reivindicada pela Funai (Fundação Nacional do Índio) for aprovada, 65% da cidade se transformará em território indígena.

“Isso seria ruim do ponto de vista econômico para o Estado. O ato de amanhã é necessário e serve de alerta para toda a sociedade brasileira, já que, hoje, todos os Estados, exceto o Rio Grande do Norte, sofrem com as invasões de terras”, aponta Mandetta.

Além dos parlamentares, Ronaldo Caiado (DEM-GO) esteve na tarde de hoje na sede da Acrissul (Associação dos Criadores de MS), para divulgar o “Leilão da Resistência”, que acontece amanhã (7), a partir das 14 horas, também na sede da associação.

Estão confirmadas, ainda, as presenças dos deputados federais Luiz Carlos Heinze (presidente da FPA), Abelardo Lupion, Dilceu Sperafico, Osmar Seraglio, além de toda a bancada federal de Mato Grosso do Sul, incluindo deputados e senadores.



Estão vendo? Se dependêssemos desse políticos, sem-teto, sem terras e índios estaríamos lascados! Toda a bancada do MS vão se juntar pra comprar gado em prol da milícia armada contra índios, sem falar nos apaniguados donos de jornais e vereadores que também são fazendeiros e que vão marcar presença. Enquanto eles vão beber uísque e comer filé a vontade, a comunidade indígena esta com a alma lavada porque sabe que o tempo é o Senhor da razão. Mas se fizerem fumaça com o sinal mundial de SOS, o mundo todo saberá. Nesse sábado vai ser uma bebação sem fim da deputaiada !!!!
 
samuel gomes-campo grande em 06/12/2013 21:37:05
preocupante as ideias de direito constitucional, mais os caminhos da justiça e a
do dialogo social para soluções de conflitos e melhor ainda guando a famílias de todos os lados e todos temos que proteger com igualdades.
 
Rinaldo Salomão em 06/12/2013 21:26:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions