A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

29/04/2015 15:38

Saúde investiga 3 mortes por dengue e número de casos é 3º maior em 5 anos

Ricardo Campos Jr.
Mosquito vetor da doença se reproduz em água parada (Foto: Marcelo Calazans / arquivo)Mosquito vetor da doença se reproduz em água parada (Foto: Marcelo Calazans / arquivo)

Com 17.467 casos suspeitos de dengue até esta quarta-feira (29), o ano de 2015 já alcançou o terceiro maior número de casos suspeitos nos últimos cinco anos. Conforme levantamento feito pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), o recorde desse período é 2013, quando o número de notificações fechou em 102.026.

Em 2010 houve o segundo maior índice, com 82.597 casos. Em 2011 foram 15.506, em 2012 foram 16.506 e ano passado, 9.256.

Três mortes estão sendo investigadas por suspeitas de terem sido causadas pela doença. Uma delas é o professor de Anastácio Jucinei de Almeida Pereira, 40 anos. Ele foi transferido para a Santa Casa de Campo Grande, onde não resistiu ao agravamento do quadro clínico.

Os outros casos são de Aparecida do Taboado e Laguna Carapã. A dengue já provocou quatro mortes no estado, sendo duas em Sonora, uma em Paranhos e outra em Corumbá.

O estudo apontou ainda que 38 cidades de Mato Grosso do Sul estão com alta incidência de dengue. No ranking de casos notificados, Campo Grande encabeça a lista (3.524), seguida por Três Lagoas (1.018), Naviraí (734), Dourados (574) e Paranaíba (399).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions