A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/02/2014 11:49

Secretário diz que andamento de obras e conclusão de Aquário são prioridades

Leonardo Rocha
Carlos Alberto Menezes, titular da Semac, diz que obras e Aquário do Pantanal são as prioridades do ano (Foto: Arquivo)Carlos Alberto Menezes, titular da Semac, diz que obras e Aquário do Pantanal são as prioridades do ano (Foto: Arquivo)

O titular da Semac (Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Planejamento, da Ciência e Tecnologia), Carlos Alberto Negreiros Menezes, apontou que o andamento das obras lançadas pelo governo estadual, assim como a conclusão do Aquário do Pantanal são as prioridades da pasta em 2014.

“Houve todo um planejamento do governo estadual para que as obras lançadas consigam atender aos prazos iniciais e consigam ser finalizadas com o tempo previsto, temos que fazer este acompanhamento e tomar as devidas precauções”, afirmou o Carlos Alberto Menezes.

O governador André Puccinelli (PMDB) já mencionou que as obras lançadas pelo programa “MS Forte II”, que prevê um investimento de R$ 3,6 bilhões no Estado, devem ser terminadas até o final do seu mandato, no dia 31 de dezembro de 2014.

Este pacote de obras tem ações em diversas áreas diferentes como educação, saúde, infraestrutura, assistência social, saneamento básico e esporte.

Entre eles está previsto a pavimentação de mais de mil quilômetros e recuperação de 3,3 mil (quilômetros) de asfalto, com o objetivo de promover a “integração” regional e dar condições para expansão econômica do Estado.

Aquário – O secretário ainda ponderou que a conclusão do Aquário do Pantanal, prevista para agosto ou setembro deste ano, está entre as prioridades por ser um projeto que abrange as áreas do meio ambiente, turismo, ciências e tecnologia.

“Será um centro de pesquisa capacitado com estudo de toda esta biodiversidade, que vai atrair além de turistas, estudiosos que terão um local disponível”, apontou ele.

Segundo Carlos Menezes, as obras que devem ser terminadas no início do segundo semestre, tiveram poucas dificuldades e seguem de acordo com o planejamento e estudo inicial.

“Um local que vai atender a diversos setores, como tecnologia e meio ambiente, precisa de um foco e uma atenção especial para que seja um sucesso”, ponderou.

O Aquário deve atrair 150 mil pessoas ao Estado, sendo proposto o maior “aquário doce” do mundo, com uma cobertura que vai abrigar 24 tanques, além de biblioteca, laboratórios, auditório, salas de exposição, praça de alimentação e sete mil animais em exposição, de mais de 200 espécies, entre peixes, répteis e mamíferos.

Esta obra orçada em R$ 100 milhões vai abrigar pesquisas da fauna pantaneira e tem a pretensão de atrair estudantes de universidades de outros países.

Fase – Já estando em sua fase de acabamento final, resta apenas lançar e concluir algumas licitações para administração do local. O secretário espera que em dois meses este processo já esteja em andamento.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions