A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/01/2010 10:16

Secretário reage e classifica críticos de "palpiteiros"

Redação

Secretário municipal de Infraestrutura, Habitação, Transporte e Trânsito, o engenheiro eletricista João Antônio De Marco, reagiu, na manhã deste domingo, às críticas da solução encontrada para a cratera aberta na Avenida Ceará, entre a Uniderp Anhanguera e a Avenida Afonso Pena. A via está interditada há uma semana.

"São palpites. Palpiteiros é o que mais tem", afirmou, sobre a análise do engenheiro civil há 26 anos, Cláudio Anache. Conforme o profissional, o ideal para o local é uma tubulação de concreto armado e não tubo ármico.

"São três soluções (possíveis)", afirmou De Marco. Ele explicou que a instalação de tubo ármico, que custará R$ 165 mil, é a solução mais rápida para liberar o tráfego de veículos na Avenida Ceará, uma das mais importantes de Campo Grande.

A segunda é a galeria celular, como ele denominou a proposta sugerida por Cláudio Anache. A terceira proposta é a construção de viaduto, considerado mais eficiente e demorada para o local.

Segundo Anache, a construção da tubulação de concreto armado é a mais indicada e ficaria pronta em três meses. O tubo ármico, segundo o secretário, deve demorar aproximadamente 20 dias, se não ocorrer chuva no período.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions