A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/06/2012 11:17

Servidores do IFMS aderem a greve nacional por melhoria no ensino federal

Paula Vitorino

Boletim divulgado pelo Andes aponta 95% das instituições federais de todo o país está em greve

Movimento em Nova Andradina. (Foto: Divulgação)Movimento em Nova Andradina. (Foto: Divulgação)

Professores e funcionários do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) decidiram aderir a greve nacional após assembléia realizada ontem. Já estão paralisados os campus de Campo Grande, Três Lagoas e Nova Andradina, e a partir de segunda-feira Ponta Porã entra em greve.

Os servidores de Coxim, Corumbá e Aquiduana ainda votam em assembléia a adesão à greve o início da paralisação.

De acordo com o presidente da seção estadual do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE), Eccio Ricci, o movimento teve início após a direção do Instituto ter sido oficialmente comunicada e respeitando o prazo legal de 72 horas até a paralisação efetiva das atividades.

A greve faz parte de movimento nacional pela melhoria do ensino nas instituições federais, que foi iniciado pelas universidades. Segundo dados da Andes (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), 95% das instituições federais estão em greve no país.Entre os Institutos Federais já são mais 200 unidades no país em greve.

O número de funcionários paralisados no Estado ainda não foi contabilizado pelo Sindicato, mas o dirigente de Nova Andradina, Leonardo Borges Reis, afirma que mais 70% dos servidores aderiram.

Entre os itens da pauta de reivindicações encontram-se a reposição de 22,08% dos salários, a democratização das instituições federais de ensino, reestruturação das carreiras e redução de jornada de trabalho dos técnicos administrativos das 40 atuais para 30 horas.

“Entendemos a apreensão dos alunos e pais, mas a greve acontece em função da falta de abertura para negociação com o governo federal e o objetivo é fortalecer o Instituto, valorizando os professores e funcionários administrativos e aumentando os investimentos na sua estrutura”, diz Leonardo.

Governo altera datas de teste de aptidão física em concurso da Polícia Civil
Foram alteradas as datas para realização da avaliação de aptidão física dos candidatos que continuam a participar do conurso público para escrivão e ...
Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


Eu apoio os professores,até porque neste País as coisa só funcionam no grito....e quero lembrar que sou mãe de aluna do IF,campus Nova Andradina,sei que tudo o que queremos são melhores condições de ensino porque aqui professores e alunos vivem em condições precárias.Fato é que essas escolas são publicas porém tem sido administradas como instituições privadas,o que está acontecendo????
 
silvana natal em 29/06/2012 08:03:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions