A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

01/07/2008 07:19

Sindicância apura lucro excessivo em cantinas de prisões

Redação

A Agepen (Agência de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul) baixou uma portaria determinando sindicância para apurar denúncias relacionadas ao superfaturamento na venda de produtos nas cantinas de presídios de Campo Grande.

A reclamação é antiga, mas ganhou força em março, quando integrantes da CPI (Comissão Parlamentar de Investigação) do Sistema Carcerário vistaram presídios da Capital.

Os presos reclamam que os produtos vendidos nas cantinas têm valores exorbitantes. A sindicância abrange a Colônia Penal Agrícola e o Estabelecimento Penal de Segurança Máxima. Nesta segunda-feira já havia sido determinada suspensão do funcionamento da cantina da Colônia Penal Agrícola.

A Agepen encaminhou também ofício à PGE (Procuradoria Geral do Estado) para que o funcionamento das cantinas seja normatizado por meio de concessão. Hoje há uma Lei que trata do assunto.

Amanhã integrantes da CPI devem retornar à Capital. A Colônia Penal Agrícola foi considerada pela Comissão como segundo pior presídio do País.

A CPI pediu indiciamento de várias autoridades, dentre elas do secretário de Justiça e Segurança Pública, Vantuir Jacini.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions