A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/01/2010 14:04

STJ manda Funai notificar produtor antes de vistoria

Redação

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) concedeu liminar para obrigar a Funai (Fundação Nacional do Índio) a só realizar vistoria nas propriedades rurais após notificar os produtores rurais. O pedido de liminar foi feito pela Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

Para a Funai, a decisão representa um risco de levante dos produtores rurais contra os grupos de estudo, que começaram os trabalhos no ano passado para identificar novas áreas indígenas.

O presidente do órgão, ministro César Asfor Rocha, manteve a decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que limita os trabalhos da Funai nos 26 municípios da região sul do Estado, onde serão criadas 39 novas áreas indígenas.

A segurança foi concedida para obstar a realização de vistorias de propriedades rurais situadas nos municípios dos sindicatos rurais filiados à Famasul, sem que tivesse sido "dada prévia ciência aos produtores, com prazo razoável, para que pudessem exercer seu direito à ampla defesa e ao contraditório".

Após a decisão, foi determinado à Famasul que apresentasse uma relação dos proprietários rurais interessados em acompanhar os trabalhos de demarcação. Em sequência, a sentença do mandado de segurança julgou-o extinto, sem julgamento de mérito, sob o fundamento de que a federação não cumpriu a determinação do juízo de juntar a relação.

Inconformada, a Famasul propôs, ao mesmo tempo, um recurso de apelação e uma ação cautelar, esta última que a Funai busca suspender no STJ. Na cautelar, o TRF3, ao deferir a antecipação de tutela, considerou a efetiva necessidade de se observar, em procedimentos de vistorias e demarcação de terras, os princípios inerentes aos processos em geral (administrativos ou judiciais), notadamente o relativo ao contraditório, sob pena de se pôr em risco a sua validade.

Levante

Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions