A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

04/12/2016 13:20

Suspeitos invadem oficina e tentam incendiar blindado em que Rafaat foi morto

O veículo blindado era usado por Rafaat na noite em que foi morto em emboscada na fronteira

Adriano Fernandes
Os suspeitos deixaram para trás produto altamente inflamável. (Foto:ABC Color) Os suspeitos deixaram para trás produto altamente inflamável. (Foto:ABC Color)
O utilitário não suportou o impacto dos disparos da arma de calibre de guerra. (Foto: ABC Color) O utilitário não suportou o impacto dos disparos da arma de calibre de guerra. (Foto: ABC Color)

Quatro pessoas, ainda não identificadas, invadiram por volta das 02h30 de ontem (03), uma oficina em Pedro Juan Caballero no Paraguai, e tentaram incendiar o veículo blindado Hummer, em que o narcotraficante Jorge Rafaat Toumani foi morto em junho deste ano.

Houve troca de tiros com um segurança do local, mas os suspeitos fugiram deixando para trás três tambores de nafta, um produto altamente inflamável e uma van que também foi atingida pelos disparos .

Conforme o site ABC Color, o segurança do estabelecimento, Marcos Acosta Lesme, de 43 anos, disse ter flagrado os quatro meliantes em volta do veículo depois de ouvir um barulho na oficina que fica na rua Dr. Fernando Avenue de la Mora, na cidade. Uma quinta bala atingiu uma parade do local.

Chefe de tráfico - O empresário e narcotraficante, considerado “Rei do Tráfico” na fronteira, Jorge Rafaat Toumani foi executado com vários disparos de uma metralhadora calibre 50, após cair em uma emboscada no início da noite de 15 de junho deste ano em Pedro Juan Caballero - cidade que faz fronteira com a brasileira Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande.

Ataque – A ação cinematográfica, contou com a participação de cerca de 100 pistoleiros contratados para matá-lo. Do lado da vítima, 30 seguranças tentaram combater a ação dos pistoleiros.

A caminhonete Hummer blindada dirigida pelo narcotraficante foi interceptada em um cruzamento de Pedro Juan Caballero, quando ele retornava para casa à noite. Um utilitário que tinha na parte traseira uma metralhadora .50, passou à frente e o atirador, o brasileiro Sérgio Lima dos Santos, descarregou uma “cinta” de munição.

Além do Hummer de Rafaat, um outro carro também ficou destruído com os disparos. Várias armas de grosso calibre e restritas às forças armadas foram apreendidas.

A vítima morreu no local. O atirador acabou sendo baleado, levado por integrantes da quadrilha para o hospital de Pedro Juan Caballero e posteriormente transferido para unidade de saúde de Assunção, por causa da gravidade do seu quadro clínico. O motorista do carro desapareceu.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions