ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  24    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Tabu: Suicídio será tema de curso pioneiro no país com inscrição gratuita

Por Michel Faustino | 13/07/2015 18:07
Mulher ameaçou se jogar da torre de iluminação do estádio Morenão, em setembro do ano passado, mas foi salva pelos bombeiros. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)
Mulher ameaçou se jogar da torre de iluminação do estádio Morenão, em setembro do ano passado, mas foi salva pelos bombeiros. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)

Com o objetivo de promover a cultura de prevenção e desmistificar o tabu relacionado ao tema suicídio, o grupo de estudo e pesquisa em boética do Hospital Universitário promove o “I Curso de Prevenção ao Suicídio”, que será realizado de 28 de julho a 30 de novembro deste ano. A inscrição é gratuita e as vagas são limitadas.

Números do Mapa da violência realizado no Brasil ano passado, apontando que o número de suicídios aumentou 10,1% em Mato Grosso do Sul de 157, em 2012, para 173 casos em 2013. O Estado apresenta o quarto maior índice de casos por habitante. Na maioria das situações, a morte é reflexo de depressão, doença que ajuda a lotar postos da Capital e representa 70% dos atendimentos ambulatoriais das unidades de saúde mental.

O Estado só fica atrás de Minas Gerais (9,1 para cada grupo de 100 mil), de Santa Catarina (8,4) e do Rio Grande do Sul (8,2). Com 7.087 suicídios em 2013, a taxa nacional é de 3,5 mortes para cada 100 mil habitantes. Dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) atestam que, em média, são registrados 27 suicídios no país, o que reforça a necessidade imediata de políticas públicas mais efetivas no sentido de identificar e tratar as vítimas da depressão.

Segundo Edilson Reis, responsável pela iniciativa, o curso é pioneiro em Mato Grosso do Sul e o único deste formato no Brasil. “ O intuito é criar uma rede de alternativas quanto ao tema e indicar um caminho de conhecimento, compreensão e métodos de auxílio aos que estão passando por uma situação de crise e veem o suicídio como sua única saída”, explicou Reis.

De acordo com Reis, o curso contempla atividades de conhecimento científico e atual. Por meio das aulas, em que os alunos estudam casos reais e formas de prevenção, os participantes estarão aptos a elaborar programas para prevenir o suicídio e apresentar em escolas, igrejas, empresas e para a sociedade em geral.

“Os participantes podem ajudar a diminuir o número das estatísticas alarmantes desta violência, trabalhando juntamente com a comunidade e mostrando que há saídas para quem está em desespero”, afirmou.

Curso - O curso é gratuito e acontece de 28 de julho a 30 de novembro deste ano. Ao todo, serão 50 vagas e os interessados devem enviar os dados até o dia 18 de julho para o email: prevencaodosuicidio@gmail.com. A carga total é de 200 horas e as aulas serão realizadas terças e quartas-feiras, das 19h às 22h, no Auditório 1 da Faculdade de Medicina/FAMED-UFMS.

O público alvo são profissionais de saúde, da segurança pública e da área da educação, além de universitários, residentes, preceptores, tutores, docentes, religiosos e comunidade em geral.

(Veja aqui o cronograma completo do curso)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário