A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/07/2008 14:55

Tatuador: perícia em foto pode confirmar crime passional

Redação

A Polícia Civil mandou periciar uma fotografia entregue por amigos de Luciano Estevão dos Santos, o Johnny, que pode aumentar as suspeitas que ele tenha sido assassinado por motivo passional.

Na foto, o tatuador aparece abraçado a uma mulher casada, cujo marido seria o principal suspeito de ser o mandante do crime. A reportagem do Campo Grande News teve acesso a foto, mas como as informações são ainda preliminares, não irá divulga-la.

A polícia quer saber se a foto foi montada ou se realmente os dois pousaram juntos. A fotografia tem como fundo uma parede azul.

Se for comprovado que não é montagem, a polícia terá mais um forte indício para suspeitar que o marido da mulher pagou R$ 25 mil a um pistoleiro para matar o tatuador.

O crime ocorreu em março deste ano no estúdio de Johnny, que tinha 34 anos. Um homem entrou no prédio onde funcionava o estúdio e pediu ao auxiliar dele para ser anunciado e ao entrar na sala, mandou ambos deitarem de costas no chão.

Johnny foi atingido por dois tiros. O atirador teria dito que a morte do tatuador havia sido encomendada. A Polícia Civil divulgou o retrato falado do executor, mas nenhum suspeito foi preso.

A Delegacia de Homicídios já ouviu um homem suspeito de ser o mandante. Ele seria marido de uma mulher que disse à polícia ser apenas amiga do tatuador e que o conheceu em uma academia de ginástica.

O homem declarou que chegou a desconfiar que ela estivesse tendo um caso com Jhonny, mas confirmou que o relacionamento deles era apenas de amizade.  O casal nega qualquer envolvimento com o assassinato.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions