A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/04/2009 10:13

Testemunhas de acidente serão ouvidas na próxima semana

Redação

A Polícia Civil começa a ouvir na próxima semana as testemunhas do acidente ocorrido no fim da madrugada dessa terça-feira (21), no cruzamento da avenida Mato Grosso e rua Bahia, em Campo Grande.

De acordo com o delegado responsável pelo inquérito Fabiano Gastaldi, serão ouvidas cinco testemunhas: o adolescente que estava no Honda Civic e mais quatro pessoas.

A previsão é que em 10 dias seja concluído o laudo que deve apontar a causa do acidente, que deixou gravemente ferida Rayssa Favaro, de 19 anos.

Rayssa conduzia o Fiat Uno pela rua Bahia e colidiu com o Honda Civic, dirigido por Marcelo Broch, 18 anos, que trafegava pela avenida Mato Grosso, sentido centro-bairro.

O Honda Civic é da promotora de Justiça, Regina Broch. Ela é mãe de Gabriel, 16 anos, que estava no veículo, e disse que os garotos pegaram o carro escondido dela.

Regina declarou que buscou os filhos em uma festa e ao chegar em casa dormiu e os rapazes então pegaram o veículo.

O adolescente disse à Polícia Civil, logo após o acidente, que estava em uma festa no clube Estoril com Marcelo e que ambos ingeriram bebidas alcoólicas. Inicialmente, o garoto não detalhou como ele e o primo foram embora da festa: se a mãe os buscou ou se estavam com o carro.

Marcelo, o condutor do Honda Civic, completou 18 anos recentemente e por isso ainda não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Ele fugiu do local do acidente e só se apresentou à Polícia à tarde.

Ele alegou que não ficou no local porque tem síndrome do pânico e disse não ter ingerido bebida alcoólica, ao contrário do que Gabriel havia informado à Polícia anteriormente. Gabriel ainda contou à Polícia que o semáforo estava verde na Mato Grosso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions