A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

30/09/2013 10:20

Traficante "perigoso" que trocou tiros com a Polícia é recapturado em operação

Graziela Rezende
Bando foi indiciado por tráfico de drogas. Foto: Graziela RezendeBando foi indiciado por tráfico de drogas. Foto: Graziela Rezende

Duas fugas da Polícia Militar e da Polícia Civil este ano, que envolveu uma troca de tiros e dois mandados em aberto por tráfico de drogas. O currículo, que qualificou Marcos da Silva Ribeiro, 55 anos, como um “traficante perigoso” da Capital, culminou em uma operação da Denar (Delegacia Especializada em Repressão ao Tráfico de Drogas) e em sua captura na quinta-feira (26).

No outro dia, conforme o delegado Rodrigo Yassaka, responsável pelas investigações, os policiais se dirigiram para o local que funcionava como depósito. Além de Marcos, outras três pessoas foram presas sob a suspeita de envolvimento no crime. A maconha totalizou 231,8 kg e estava enterrada no assentamento Canaã, em Rochedo, a 74 quilômetros da Capital.

Lidiana Pereira da Silva, 26 anos, Talita Freitas, 24 anos e Edevaldo Ortiz Pereira, 20 anos, negaram o crime e também conhecer Marcos. “Este é um depoimento extra-oficial e não tem respaldo para a Polícia. O local funcionava como um depósito e também como entreposto para garantir a distribuição da droga”, acredita o delegado Yassaka.

As investigações, conforme o delegado, ainda apontaram que Marcos distribuía entorpecente “em grandes quantidades” para o Maranhão, Rondônia e também buscava no Paraguai. Atualmente ele vivia com documentos falsos e ainda estava em posse de R$ 10 mil quando foi detido. A Polícia ainda apreendeu um veículo Palio e oito celulares que foram encaminhados para perícia.

Droga apreendida totalizou mais de 230 kg. Foto: Graziela RezendeDroga apreendida totalizou mais de 230 kg. Foto: Graziela Rezende
Justiça do Trabalho faz acordos de R$ 6,5 milhões no Estado
A Justiça do Trabalho teve 355 acordos que somaram R$ 6.512.934,87 durante a Semana da Conciliação em Mato Grosso do Sul. Na iniciativa, realizada en...
Ministério da Saúde suspende incentivos da atenção básica em MS
O Ministério da Saúde suspendeu, nesta sexta-feira (15), repasse extra à atenção básica para sete municípios de Mato Grosso do Sul. Isso porque eles ...


Até hoje não entendo o que os políticos, magistrados e cidadãos ganham com a prisão de criminosos que não tenham o mínimo interesse em recuperação e respeito com a sociedade? Estas prisões só servem para gastar verba pública(dinheiro dos nossos impostos) para "hospedar" o criminoso com todos os direitos cumpridos, mas que são negados aos cidadãos(que são obrigados a bancar esta palhaçada!). O justo seria a execução de tais criminosos que só trazem o prejuízo ao povo, afim de inibir futuros crimes a futuros criminosos pela intimidação e medo da pena!
 
Alexandre de Souza em 30/09/2013 13:02:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions