A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/12/2008 14:45

Vigilância apreende 369 quilos de carnes em operação

Redação

No primeiro dia da operação feita pela Vigilância Sanitária para retirar do mercado carnes irregulares, os fiscais apreenderam 369 quilos de produtos, entre carnes bovina, suína e embutidos. Somente em um estabelecimento, foram encontrados 250 quilos em mercadorias clandestinas ou inadequadas ao consumo.

De acordo com o fiscal Mário Noleto, somente no mercado Vitória, localizado na Rua Getulina, Bairro Taquaral Bosque, havia 250 quilos de carne, lingüiça e carcaça de suína em condição inadequada de armazenamento. "Tinha carne deteriorada", pontua.

Ele ressalta que o freezer do mercado não suportava o montante de carne do estabelecimento. Todos os produtos foram apreendidos e o proprietário será multado.

Noleto explica que se trata de infração gravíssima, que prevê multa de R$ 7 mil a R$ 11 mil. Após a apreensão, é aberto procedimento para avaliar o valor da penalidade.

O proprietário do mercado Vitória, Wagner Rodrigues de Souza, se defende e diz que havia solicitado um prazo de 90 dias para fazer uma reforma no estabelecimento. Segundo ele, durante as obras, foram usados dois freezers, que ficaram do lado de fora do mercado.

Ele reclama da apreensão de mercadorias que tinham selo do SIF (Serviço de Inspeção Federal) e revela que existia produtos sem o selo, entre eles, carne de ovino. "Aqui não tem abatedouro de carneiro, como vai ter SIF. Na época do Natal quem não quer comer um carneirinho", questiona Souza.

Já o fiscal esclarece que os materiais não estavam em condição de consumo porque foram armazenados em temperatura inadequada de armazenamento. Durante toda a manhã de hoje, as cinco equipes envolvidas na operação fiscalizaram 80 mercados e açougues, alvos da ação.

Em Campo Grande, existem 416 estabelecimentos deste porte, que serão vistoriados até amanhã. Segundo o chefe do serviço de fiscalização de alimentos da Vigilância Sanitária, Milton Zaleski, estabelecimentos pequenos estão na mira da fiscalização porque, na maioria das vezes, grandes supermercados não vendem produtos sem inspeção.

Os trabalhos feitos na operação são rotina às vésperas do Natal, quando o consumo de carne costuma triplicar. No mesmo período do ano passado, mais de uma tonelada de carne irregular foi apreendida.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions