A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/06/2009 10:08

Waltrudes não aparece e taxistas farão assembléia geral

Redação

Reunidos nesta manhã no Sintáxi (Sindicato dos Taxistas de Mato Grosso do Sul), os taxistas decidiram realizar uma assembléia geral extraordinária para o início da próxima semana (segunda ou terça-feira). Segundo os taxistas, o presidente do sindicato, Waltrudes Pereira Lopes, foi avisado ontem da reunião, mas não apareceu.

A intenção é seguir os trâmites regimentais para cobrar esclarecimentos do suposto desvio de dinheiro do Sintáxi. Waltrudes é o acusado. Os taxistas também exigem maior transparência na contabilidade do sindicato.

Segundo os filiados, caso não seja encontrada uma solução para o problema, Waltrudes poderá sofrer até um processo de destituição do sindicato. O Sintáxi tem cerca de 800 filiados em todo Mato Grosso do Sul.

Coopertáxi - Está prevista para amanhã, a partir das 7h30, uma reunião na Coopertáxi (Cooperativa dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários e Táxi de Campo Grande) com objetivo semelhante: apurar supostos desvios de verba na cooperativa. A Coopertáxi também é presidida por Waltrudes.

A Coopertáxi passa por um momento de graves dificuldades financeiras. O posto da entidade, na avenida Calógeras, em Campo Grande, chegou a ficar sem combustível por mais de 24 horas.

Além disso, o MPT (Ministério Público do Trabalho) instaurou há um ano um inquérito civil para investigar a conduta de Waltrudes na Coopertáxi e no Sintáxi. Ele é acusado de promover assédio moral e tomar o rádio dos adversários na cooperativa e na entidade.

O Campo Grande News tentou entrar em contato nesta manhã com Waltrudes, mas outra pessoa atendeu o celular e disse que o presidente do Sintáxi e Coopertáxi estava ocupado e não poderia atender o telefone.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions