ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 13º

Bate Papo Empreendedor

Como discordar de alguém mais poderoso do que você?

Por Heitor Castro (*) | 06/04/2021 13:06

Seu chefe pede algo que você discorda. Seu colega de trabalho descreve uma meta que você considera irreal.

O que você diz quando discorda de alguém que tem mais poder do que você? Como você decide se vale a pena falar? E se você fizer isso, o que exatamente você deve dizer?

Alguns especialistas dizem que é uma reação natural evitar discordar de alguém superior, pois geneticamente nossos corpos são especialistas em sobrevivência, por isso temos uma tendência natural de evitar situações que possam nos prejudicar de alguma forma.

Embora seja muito mais fácil concordar com alguém, nem sempre essa pode ser a melhor opção.

Vamos pensar nos...


Riscos:

A maioria das pessoas tende a exagerar sobre os riscos envolvidos em agir. Nosso preconceito natural é começar imaginando todas as coisas que darão terrivelmente errado. Primeiro, considere os riscos de não se manifestar, pese isso contra as consequências de agir.


Tempo:

Após avaliar os riscos, você pode decidir que é melhor não expressar sua opinião. Pode ser que você ainda não tenha terminado de pensar sobre o problema e deseja ter uma noção mais clara sobre o que as outras pessoas estão pensando. Se você acredita que outras pessoas também vão concordar com você, é importante conversar com elas primeiro, assim elas podem contribuir com seu pensamento.

*Uma dica é sempre discutir assuntos delicados em particular, isso fará com que a pessoa no comando se sinta menos ameaçada.


Compartilhe:

Antes de compartilhar suas ideias, pense no que é importante para a pessoa no comando. Pode ser a credibilidade do time ou apenas concluir um projeto dentro do prazo, independente disso, entenda que suas chances de ser ouvido aumentam quando você conecta sua discordância a um "propósito maior”, baseado no perfil da pessoa em relação ao que ela espera do negócio. Argumente abertamente, contextualizando suas ideias para que você não seja visto como um subordinado desagradável, mas como um colega que está tentando promover um objetivo comum. A discussão vai se assemelhar mais com um jogo de xadrez do que uma partida de boxe.


Permissão:

Essa é a forma mais inteligente de dar ao boss "segurança psicológica" e controle. Você pode dizer algo como: “Gostaria de citar um tópico, acredito que pode agregar ao nosso objetivo, se você me permitir.” Essa ação fornece uma escolha, permitindo que a pessoa aceite verbalmente o que você tem a dizer.


Tranquilidade:

Seu rosto pode ficar vermelho ou seu coração pode disparar, mas faça o que você puder para permanecer neutro em suas palavras e ações. Quando sua linguagem corporal comunica relutância ou ansiedade, ela enfraquece sua mensagem, enfraquece a sua imagem. Respire fundo e fale pausadamente. Quando entramos em pânico, tendemos a falar mais alto e mais rápido. Se você diminuir o ritmo falando em um tom uniforme, ajuda a acalmar a outra pessoa e consequentemente você mesmo. Agir de tal forma faz você parecer confiante mesmo que você não esteja.


Críticas:

Preste atenção em sua linguagem quando você comunica suas preocupações. Evite fazer críticas, evite usar palavras de julgamento e compartilhe apenas fatos.

Por exemplo, ao invés de dizer: "Acho que o prazo final do primeiro trimestre é irreal”. Você pode dizer: "Tentamos quatro projetos como esse no passado e conseguimos fazer apenas dois”. Mantenha sempre o foco e a neutralidade, procure fazer disso uma discordância honesta, um avanço de pensamento que valha a pena.


Humildade:

Enfatize que você está oferecendo sua opinião e não "a verdade suprema do evangelho”. Sua opinião pode ser bem informada e bem pesquisada, mas ainda é apenas uma opinião, então fale preliminarmente e subestime ligeiramente sua própria confiança. Em vez de dizer algo como: "Se definirmos um prazo final, nunca conseguiremos”. Diga: "Essa é apenas minha opinião, realmente não vejo como cumpriremos esse prazo". Adicione frases de orientação como: "Estou pensando em voz alta aqui". Isso abrirá espaço para o diálogo. Também sempre demonstre igual curiosidade sobre opiniões diversas. Lembre-se que esse é o seu ponto de vista e a seguir, convide uma crítica. “Você discorda? O que acha?”. Esteja genuinamente aberto para ouvir outras opiniões.


Reconhecimento:

No final do dia a pessoa no comando vai tomar a decisão final, então reconheça isso. Você pode dizer: “Sei que você tomará a melhor decisão com todas essas informações que levantamos”. Isso não apenas mostrará que você conhece o seu lugar, mas também lembrará de que o boss têm opções.

Por fim, não volte atrás nas suas opiniões ou dê falsos elogios, você quer demonstrar respeito e, ao mesmo tempo, manter o respeito próprio.


Conclusão? Se você argumentar sempre defendendo os interesses da empresa, em vez dos seus, você conseguirá atingir seu objetivo com o boss no comando.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário