ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 27º

Boa Imagem

Você é uma pessoa monotemática?

Todos temos algum assunto de nossa preferência, mas quando você só fala disso, pode se tornar uma pessoa chata

Por Larissa Almeida (*) | 06/02/2024 15:31

Existem pessoas que só falam sobre os mesmos assuntos. Alguns só falam sobre futebol, outros só sobre sua religião, ou só sabem falar sobre filhos, ou só ficam falando mal do marido, sobre alimentação saudável, ou sobre sua profissão e por aí vai. Estou falando sobre aquelas pessoas que quando você encontra já sabe perfeitamente qual será o assunto, porque é sempre o mesmo.

Fato é que, mesmo que o seu assunto de preferência seja superinteressante para você, pode não ser para o outro. Conversar com alguém que sempre fala sobre os mesmos temas é chato. Chato, entediante, maçante, enfadonho...

Ainda mais chato do que pessoas monotemáticas são pessoas que só falam sobre si. Porque eu viajei para tal lugar, porque eu gosto assim, porque eu sou assado, porque eu conquistei tal coisa, porque hoje eu estou me sentindo de tal jeito e por aí vai. Pessoas que monopolizam conversas achando que o tema mais importante são elas próprias, o EU não sai da boca. Chato demais.

O mundo é plural, existem infinidades de temas sobre os quais podemos conversar. Pessoas interessantes e interessadas procuram conhecer e se informar nem que seja um pouquinho sobre assuntos variados. Isso se chama cultura geral, e é fundamental para uma boa conversa. Vivemos um tempo no qual todo mundo quer falar, quer demonstrar sua expertise, sua capacidade, mas poucos estão dispostos a escutar, a aprender coisas novas e se interessar por outros pontos de vista sobre os fatos.

Vivemos um tempo de individualismo onde sempre somos o centro do nosso universo e qualquer coisa que não esteja dentro do nosso universo é desinteressante. Mas talvez você só precise ampliar seu olhar. Se você trabalha com moda, por exemplo, estudar sobre comportamento do consumidor, sobre economia, sobre design, sobre arquitetura corporal, enfim, temas que saem um pouco do seu universo habitual podem ser realmente enriquecedores. Isso te deixa mais criativo e pensando fora da caixa.

Se você souber ouvir atentamente, entender outros pontos de vista, saber o que acontece no mundo e não só no seu mundo, você será uma pessoa muito mais gostosa de conversar.

(*) Larissa Almeida é formada em Comunicação Social pela UFMS e pós-graduada em Influência Digital pela PUC-RS. Trabalhou durante 14 anos na área de comunicação e imagem em importantes instituições como Caixa Econômica Federal, Prefeitura de Campo Grande, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Senado Federal, além de ter coordenado a comunicação da Sanesul. Consultora de imagem formada pelo RML Academy e Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Especialista em Dress Code e comportamento profissional por Cláudia Matarazzo e RMJ Treinamento e Desenvolvimento Empresarial. Siga no Instagram @vistavoce_.

Nos siga no Google Notícias