ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  15    CAMPO GRANDE 30º

De olho na TV

Apresentadora não salva debate engessado

Por Reinaldo Rosa | 03/10/2018 10:45

ÓPERA BUFA – Sob ordens da rede Globo, a TV Morena realizou o debate entre candidatos a governador do Estado. Bom desempenho da jornalista Bruna Mendes não foi suficiente para salvar uma atração tão engessada por parte da matriz.

MINUTOS DE FAMA – Sabedor de suas possibilidades –e intenções- João Alfredo, do PSOL, atirou para todos os lados. Líder com folga, segundo as pesquisas, governador Reinaldo Azambuja apenas respondeu serie de acusações já conhecidas. E arquivadas. No mais...

ORDEM NO GALINHEIRO – Acaloradas discussões entre candidatos justificavam a expectativas que eleitores mantinham sobre debates de anos passados. Com reuniões preparatórias cheias de regras e temas pré-estabelecidas –até na ordem das cadeiras- dificilmente a atração não seria acompanhada apenas por assessores mais próximos dos postulantes ao cargo.

HASTA LA VISTA BABY – As inefáveis “considerações finais dos candidatos” mostram a que a atração se presta. Encontro de cordiais inimigos temporários que, a depender do comportamento, serão recebidos solenemente em palácio pelo vencedor. Rancores à parte.

COMO DANTES – Finalmente, emissoras de rádios e repetidoras de TVs voltam ao cotidiano, amanhã, livres do horário politico nada gratuito. Fica a torcida para que tal volta venha acompanhada de alguma novidade no ar.

NA SAUDADE – O fim do horário político -pelo rádio e TV- decreta o fim de momentos e personagens hilários da corrida a um lugar ao sol. O candidato Rola –com seu suplente Bola- e o concorrente cujo maior predicado é ser “pai da dupla Jads e Jadson”.

REGULAÇÃO DA MÍDIA – Condenada por afoitos sem conhecê-la a fundo, a ideia –supostamente do PT- até que teria aspectos aplaudidos pela maioria. Conceder espaço igual a todos os candidatos na editoria política da campanha é demais...

SIGA O LÍDER – ... Eymael, acompanhado de porta-bandeiras pagos; o desconhecido João Goulart Filho; Boulos e companhia limitada, não justificam uma lei imposta de cima pra baixo. Liberdade de expressão é não obrigar veículos de comunicação a tal vexame. Simples assim.

É GOL QUE FELICIDADE – Quarta-feira cheia de futebol para todos os lados e gostos. Enquanto isso, radialistas e jornalistas chegados à informação sobre o esporte local ficam, também, na torcida pelo que acontece fora das quatro linhas do estado de MS. Gols contra continuam.

A MARCHA – Faro jornalístico de Fonseca Junior, da ‘Amanda FM’, de Amambai, estará presente na noite de domingo na região da fronteira. Sem a cansativa missão de acompanhar “urna por urna”, o radialista colocará no ar apenas o resultado final da corrida eleitoral do dia.

DE LEVE - O colunista Manoel Afonso atende convocação de Noninho, diretor da ‘Cidade FM’, e passa a participar do ‘Noticidade’, informativo da emissora. Equipe e legião de amigos estão na torcida por melhores dias na saúde do titular do programa, Kadu Bortoloti.