A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


07/01/2015 10:29

Aventuras e desventuras de início de ano na comunicação

Reinaldo Rosa

CONQUISTA DO ESPAÇO - Entre horários adquiridos em canais fechados, abertos VHF e UHF, a soma de pregação cristã na TV por assinatura já soma mais de 4.800 horas todos os meses. Em média, os assinantes têm cerca de 160 horas diárias de programação com temática religiosa nos mais diversos canais. Cerca de dez anos atrás esses números eram ao menos 50% menores, segundo dados obtidos pelo UOL.

LADAINHAS LUCRATIVAS - TVs religiosas, CANAIS com enfoque no esporte (SportTV 1,2,3 Fox Sports 1 e2) e programações infantis. Mix ‘educacional’ da cultura pela telinha que, graças ao aluguel de espaço, salva o caixa de algumas redes de TV. Emissoras de rádio também apelam para este item da economia da comunicação.

PASSA NO CAIXA – Boa notícia para atores e ex-atores e atrizes da Globo. Passarão a receber por direitos de exibições de antigas produções. ‘Vale a Pena Ver de Novo’ terá real significado para muitos profissionais.

FAZ TEMPO – A rede Record está, de fato, negociando a contratação de Xuxa. A informação foi dada pelo colunista do UOL, Flávio Ricco, semanas atrás. As tratativas para tirar a "rainha dos baixinhos" da Globo vem ocorrendo desde o ano passado.

VC NA COLUNA – “Vai unir o útil ao agradável: Eu não assisto a Xuxa e nem a Record. Digamos que é o "casamento perfeito". Mas se eu bem conheço os brasileiros se ela for realmente pra lá, o programa no início vai render bons índices pra Recópia. Resumindo: Tem a minha "bênção". (Caio)

A ‘FM Antena 1’, de São Paulo (e sucursais em várias cidades brasileiras) só executa músicas estrangeiras. A maioria de outras emissoras apela para a audiência fácil do chamado sertanejo universitário (e outras alcunhas menos divulgadas). Nada de música popular brasileira; nem as de qualidade comprovada. Assim caminha a comunidade da comunicação nacional.

NA TELA – Programas de calouros na TV também estão nessa onda. ‘The Voice Brasil’ (atente para o país onde é exibido), ‘Raul Gil’ e outros, têm a música estrangeira como foco principal. A classe de cantores da MPB não reclama e a bandalheira continua. Consideram a ponta fraca de lutas contra emissoras de TV. Quem aprecia a obra de Vinicius e Tom tem que viajar ao exterior.

PROCURANDO VAGA - Nesta segunda-feira, a Band iniciou novo processo de demissões. Foram dispensadas pessoas da equipe de operações e toda a produção do "Tá na Tela", programa de Luiz Bacci. Em dezembro ele assumiu o "Café com Jornal" nacional. Já a partir de março, ele irá estrear um gameshow aos domingos, 20h, na base de perguntas e respostas.

VC NA COLUNA II – “Chegou rápido demais catapultado por Marcelo Rezende, que entende tanto de talentos quanto eu de física quântica e já postulou programa de auditório para chamar de seu. Sem competência, carisma experiência e versatilidade, se auto-intitulou um substituto de Silvio Santos. O resultado não poderia ser outro. Desastre anunciado”. (Fernando José Gonçalves)

Na internet, grupo Acaba tem audiência cativa
MIOPIA – 66 curtidas, dez comentários, oito compartilhamentos no Facebook, incontáveis visualizações neste site Campo Grande News. Nota da coluna sob...
Grupo Acaba vive, mesmo fora da mídia
ESTAMOS JUNTOS – Mesmo ausente da grade musical da maioria de emissoras de rádios e retransmissoras de TVs locais, o Grupo Acaba vive –e sobrevive-. ...
Música regional de MS é atração rara nas emissoras locais
ESTRELAS FAZEM SINAL – Paulo Simões, Geraldo Roca, autores da música 'Trem do Pantanal', considerada hino não oficial de MS, não têm o destaque merec...
Só um 'não' ao ouvinte pode tirar rádio da mesmice
LINHA FECHADA – Quando é preciso dizer ‘não’. Difusora AM também abre espaço para atendimento de pedidos musicais dos ouvintes. Perigo à vista; maior...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions