ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 19º

De olho na TV

BBB 14 é o Divertic’s da hora

Por Reinaldo Rosa | 13/01/2014 09:25

VOLTA PARA O FUTURO – Alguns titulares de rádio jornalismo voltam com tudo das férias. A mistureba musica-informação sai do ar dando maior espaço ao que o ouvinte de noticiosos, realmente, aprecia. Músicas lá de Madureira não combinam com fatos do dia a dia.

ENCHENDO A BOLA – Cronistas esportivos também entram em campo. Classe privilegiada terá trabalho durante dois meses de campeonato sul-mato-grossense de futebol. Depois, ao longo do ano, mostrarão todo seu talento para ‘segurar’ os aficionados de esporte até a chegada da Copa da Fifa. Haja argumento de espera.

NÃO FALTAM – Na atividade do rádio de Mato Grosso do Sul o que não sai da programação é o estoque de abraços. Tem pra todos os gostos; desde os sinceros até os eivados com sabor de jabá. Estes, principalmente, não saem da programação particular de certos profissionais. Aquele abraço e feliz 2014, muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e comprar.

NOSSOS ÍDOLOS – Poucos (ou nenhum) órgãos culturais de Mato Grosso do Sul divulgaram fato importante que dignificariam o setor. Somente após a morte de Marly Marlei, a eterna jurada de calouros da TV nacional, a maioria ficou sabendo que sua cidade de origem é Três Lagoas. Nem título de Cidadã da Cidade recebeu. Penso.

NÃO TEM JEITO – O futebol de Mato Grosso do Sul é estigmatizado e balizado por baixo, segundo a maioria. Bastou o Aquidauanense passar para a segunda fase da Capa São Paulo e todas as matérias a respeito – escritas e faladas - tacharem o resultado como ‘fato inédito na história das participações de times regionais na disputa’. Contra determinados fatos sobram argumentos.

FALOU E NÃO DISSE – Atentos observadores da história da TV Morena acompanharam a inauguração da nova (ou repaginada) instalação da emissora, no ano passado. Uma das informações davam conta que o Meu Mato Grosso do Sul seria “o primeiro programa a contar com auditório, no Centro-Oeste”. Teve comadres que acreditaram, assim como a maioria de telespectadores e telespectadoras. Pela seriedade da retransmissora local da rede Globo.

LOROTA – Um grupo de sensíveis visitantes da praia do Arpoador, certa vez, aplaudiu o ocaso do por do sol no local. O fato virou notícia em rede nacional e, hoje, turistas – sensíveis de ocasião - fazem o mesmo. Carioca da gema não está nem aí com tal ‘sensibilidade’. Bala perdida nas editorias.

SOBRA TALENTO – O diretor Jorge Fernando, que pensa televisão e arte 24 horas por dia, aposta – e impõe - todo tipo de manifestação cultural que lhe vem à cabeça. Com grandes nomes do humor da rede Globo, o Divertic’s transformou-se em atração de desafio ao telespectador com a chancela Ria Se For Capaz.

POUPANÇA BAMERINDUS – BBB 14 volta ao ar prometendo o mesmo prêmio de um milhão e meio de reais a uma futura celebridade instantânea e efêmera consagrada por público carente de algo melhor. A premiação será maior apenas para Bonhinho e Pedro Bial que, dizem, têm percentual sobre valores referentes às ligações feitas nos noventa dias de martírio coletivo global.