ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 20º

De olho na TV

Clima de Natal deixa espectadores generosos

Por Reinaldo Rosa | 23/12/2013 09:10

ENGANOSA DO ENGANADOR – Spot de rádio é veiculado na FM UCDB merece atenção especial. A mensagem contrapõe veiculação do governo federal que alerta para a dispensa de intermediários para liberação do DPVAT (indenização de vítimas de acidentes de trânsito). Órgãos como Procon e CONAR podem tomar providências que o caso requer colhendo provas ao sintonizar a propaganda colocada no ar pela emissora.

MOINHO – Tudo perfeito no espetáculo criado em solo pantaneiro, Moinho in Concert. Um senão ficou por conta do horário da exibição do especial, pela TV Morena. Feito em sua totalidade na noite de Corumbá, a reprise exibida às 8h30min de sábado, parecia que estávamos vendo algo produzido no Japão.

MT DO SUL – Dica para publicitários curiosos; o anúncio de jornal referente lançamento de mais uma loja do Atacado Assai não foi criado em Mato Grosso do Sul. Basta ver o detalhe do endereço da nova loja: Cel Antonino-MS.

PEROLA DA SEMANA – Depois de longa jornada enrolada com a CPI do Câncer (e cinco indiciamentos) vereadora Carla Stephanini deu importante parecer: “a avaliação fica por conta da população”. Sem comentários.

PROVA DE PACIÊNCIA – E continua o chute no SAC Serviço de Atentado ao Consumidor- por parte da produção do Meu Mato Grosso do Sul, pela TV Morena. Cantores fazerem longa explanação sobre a “próxima música” e, ao iniciar a apresentação –em segundos- vem o corte para o bloco de comerciais. Desconhece-se a cabeça coroada que pratica o atentado.

PETIT FINALE – A cereja do bolo foi reservada para o final do mais recente programa. O costumeiro comentário sobre intérpretes e canções foi seguido da apresentação da convidada cantando em dupla com o apresentador Márcio de Camillo. Antes de completar dois minutos ‘do show’ o programa baixou as cortinas.

NA REAL - “84 ônibus, sendo 9 articulados”. População agradeceria se fosse o inverso.

NINGUÉM É DE FERRO – Mesmo com mão de obra disponibilizada no mercado de radialistas, emissoras insistem em prática, no mínimo, discutível. Noticiosos radiofônicos recebem a chancela de ‘especiais’ e são totalmente descaracterizados. A mistureba notícia e música –de gosto duvidoso- é outro pé no SAC.

FALA POVO – “Segmentação no Rádio FM Já”! Gilson de Oliveira Cano

ATÉ ONDE DER – Para quem busca a tal felicidade, Feliz Natal. E não se esqueça do brinde especial ao Aniversariante do Dia, nesta quarta-feira.