A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


20/06/2016 10:37

Crise política nacional ausente em informativos de rádio

Reinaldo Rosa

R.V.S.P. – Longe dos holofotes da TV, rádios e jornalistas que incomodam, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) oferece lauto rega bofe para aliados nesta segunda-feira. Pauta: sua renúncia ou não da presidência da Câmara. O deputado Carlos Marun (PMDB-MS) está entre os convivas. Lógico.

A QUEM INTERESSAR – Modelo de rádio jornalismo a ser seguido está presente na internet; dinâmico e com espaço suficiente para tornar o ouvinte muito bem informado. Com três horas de duração o ‘Jornal da Manhã’, da rádio Jovem Pan FM (SP) navega e esgota todos os assuntos. Só não vale copiar a parcialidade escancarada do informativo.

POR AQUI – Cresce o surgimento de informativos radiofônicos em emissoras de Mato Grosso do Sul. Só não muda o figurino ‘notícias, entrevistas e muitos abraços’.

FORMADO OPINIÃO – O noticioso Globo News se firmou como o terceiro canal pago mais visto do Brasil, ficando atrás de dois canais infantis, segundo Ricardo Feltrin, no Uol. Fatos regionais e crise política nacional são mal aproveitados em informativos de emissoras de rádio de MS.

ENCILHADO – Investimento e ousadia são itens que faltam a empresários da comunicação radiofônica de Mato Grosso do Sul. Transmitir o futebol do campeonato brasileiro em cadeia com alguma emissora dos grandes centros seria iniciativa das mais louváveis. E consequente crescimento de audiência e patrocínio comercial.

ESCRITA E FALADA – No site e na emissora que dirige, o radialista e eterno candidato a algo na política, Marçal Filho caminha no fio da navalha. Como maior anunciante dos dois veículos do Grupo, a prefeitura local recebe tratamento light em seus informativos.

TÔ AQUI – Com abertura de narrativa e temas piegas aliada à programação musical de qualidade duvidosa, informações policialescas completam o menu oferecido aos ouvintes. De domingo a domingo durante o ano todo.

SELETIVIDADE – Emissoras de rádio de Ponta Porã informam – em pequena escala – os acontecimentos da fronteira. Chama a atenção a parcimônia, digamos assim, nas informações carentes dos princípios ’o quê; quando; como; onde e porquê’ dos fatos.

DOR DA BARRIGA – Em Ponta Porã, na noite da execução de Rafaat Toumani, ocorria uma das muitas operações militares, realizadas anualmente na fronteira. Jornalismo da TV Morena informou sobre possível toque de recolher com o desfile de tanques de guerra como se fosse pela morte do ‘rei da fronteira’.

NOSSA FALHA – Verificado o erro, o repórter Martim Andrada fez a devida correção.

Comércio local fora do horário nobre
DE BRISA – TV Morena continua com tabela de preços discricionária em sua grade publicitária. No horário nobre não existe veiculação significativa de ...
TVE tem novidade na cobertura do futebol de MS
VÍDEO MONITORAMENTO - Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de Dourados instaura Inquérito Civil para investigar eventual irregularida...
Só Corumbá terá Carnaval na televisão
MAMÃE EU QUERO – Procura-se o responsável pelo apoio midiático e discriminatório do governo do Estado. Apenas a Festa de Momo, de Corumbá, foi privil...
Proposta do Grupo Zahran é notícia em Goiás
BABADO GRANDE – Fevereiro começou com grande bomba em Goiás, com os rumores sobre a venda da mais antiga empresa de comunicação local. O Grupo Jaime ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions