A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


15/12/2016 15:38

Crítica, mesmo ácida, é via de mão dupla

Reinaldo Rosa

DITO E FEITO - A elaboração de releases de divulgação de atos do governo estadual tem outra dinâmica. Informações são enviadas diretamente às emissoras dos municípios (ou com alcance na região) onde os fatos acontecem. Programas de rádio com notícias regionalizadas reestruturaram comunicação do Governo de MS.

EU SEM VOCÊ – Lívia Machado mudou de canal; transferiu-se do noticioso da 104 FM e entrou, com tudo, na comunicação de rádio. Na equipe do Portal do Governo, a jornalista não esconde sua preferência, agora, pelo rádio.

PERA AÍ – Crítica, mesmo ácida, é via de mão dupla. Amor próprio colocado de lado, observações contrárias às do redator trazem algo proveitoso. Sindicato que leva “o caso para a Comissão de Ética” julgar comportamento de jornalista não sindicalizado é incongruência pura. Para dizer o mínimo.

RÁDIO CORREDOR – ‘Resenha’, informativo da Canal 100 FM, de Amambai, amplia a voz da comunidade local. Atualmente a grita é total contra vereadores –insensíveis à crise econômica do município- resolveram majorar seus próprios salários e valores de diárias “em busca de soluções para a cidade”.

ESSE CARA – Ex-apresentador de telejornal da TV Morena e com passagens por várias emissoras de rádios do país, Fonseca Jr garimpa a politização da comunidade de Amambai. Eleitos nas últimas eleições apreciam o trabalho do moço. Expectativa é saber destas opiniões após tomarem posse em janeiro próximo.

VOZ CALADA – Em momento ‘go shopping’, o, agora advogado, Eder Mosciaro informa querer distância do rádio campo-grandense. Programações com ênfase no sertanejo incluíram fora do ar um dos mais competentes profissionais da área radiofônica. Fazer o quê?

CAMPO GRANDE SUECO – TV Morena informa: “sinais de trânsito ficarão no sistema alerta no período entre 2 e 5 horas, em Campo Grande”. A conferir o aumento de abalroamentos –e mortes- numa cidade em que a palavra cidadania e seus objetivos são desconhecidos.

DANE-SE – Em resposta à pergunta (que não ofende), da Coluna, os estúdios da Capital FM estenderam tapete vermelho para a visita da menina Dani. Aquela. Ouvintes loucos por notícias querem ver até aonde isso vai. A estrela sobe. Por enquanto.

SE A MODA PEGA - Jornalistas da Globo de São Paulo protestaram na porta da emissora para pedir reajuste salarial que não acontece há pelo menos um ano. Segundo o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, em dezembro do ano passado aconteceu reunião entre jornalistas e rede Globo, mas não houve um acordo.

MUDOU – O ponta-poranense Celso Portiolli trocou a noite pelo dia; sai do ‘Sabadão’ e vai para a geleia real das tardes de sábado, no SBT. Briga dura com Caldeirão do Huck. Dura de assistir.

NOVES FORA – Na Band News FM, de São Paulo, José Simão repetiu sugestão de ouvinte para faixas de futuras passeatas: POR FORA TEMER.

Radiojornalismo parado no tempo e no espaço
VERDADE DE CADA UM – Radiojornalismo de Campo Grande parou no tempo e espaço; grade criada – há tempos por alguns – não abandona a rotina. Loucos por...
Mudança da faixa AM para FM agita mercado radiofônico
MUNDO PEQUENO – Com o ‘estreitamento do mundo’ pela internet, sucessores de rádio de Campo Grande dirigem a emissora a partir de cidade americana. Mo...
MS no Rádio ajuda emissoras na cobertura oficial
NAS ONDAS DO RÁDIO – O projeto ‘MS no Rádio’ – com estúdio sediado na Secom (Subsecretaria de Comunicação) – divulga ações e serviços do Governo do E...
Diploma não supera talento do pessoal 'das antigas'
VEJA BEM – Maioria esmagadora dos comunicadores do Brasil surgiu em consequência do puro – e reconhecido – talento de quem se atirava na comunicação....



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions