ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 15º

De olho na TV

Donos da mídia

Por Reinaldo Rosa | 18/09/2013 08:29

DONOS DO MUNDO - Mato Grosso do Sul sofre as consequências do sistema de informação estruturado a partir das redes nacionais de televisão. Conglomerados como rede Globo, Band, SBT, Record e -em menor escala- Rede TV!, controlam, direta e indiretamente, os principais veículos de comunicação no País. Este controle não se dá totalmente de forma explícita ou ilegal. Entretanto, se constituiu e se sustenta contrariando os princípios da sociedade democrática, que tem no pluralismo das fontes de informação um de seus pilares fundamentais.

LIGAÇÕES PERIGOSAS - Desde a década de 60, a configuração do sistema de redes nacionais foi construída com duas características básicas: forte apoio dos recursos públicos e um modelo de negócios baseado na afiliação de grupos regionais privados a esses conglomerados nacionais.

TAMU JUNTU - Cerca de um terço das prefeituras municipais e outra parcela substancial de empresas públicas estaduais financiam a interiorização dos sinais das redes comerciais. Não é surpresa a mesmice de programações na mídia falada e televisada sem comentaristas (ou âncoras) que opinem sobre temas que não agradem 'aos companheiros da casa'.

DEU NA GLOBO - O Projeto Donos da Mídia informa que existem no Brasil, 34 redes de TVs tendo 1511 veículos ligados às elas e a seus respectivos grupos afiliados no País. Fica fácil entender a razão de uma mesma notícia -ou fato- ser reproduzida nos mais diversos meios de comunicação do país.

CARIOQUÊS - Onde existe geradora, a regionalização é mínima. Em média, entre 75% e 90% da grade de programação das emissoras locais tem caráter nacional. Desta forma, o conteúdo que chega à quase totalidade dos municípios é gerado exclusivamente em cidades paulistas ou fluminenses. Das 33 redes nacionais de TV identificadas, 24 estão
sediadas no estado de São Paulo e duas, no Rio de Janeiro. 5564 [1] é o número de CIDADES no Brasil; a maioria com o mesmo sotaque das novelas.

A CASA CAIU - Divulgadores da TelexFree estão revoltados com a Rede Globo e com o programa "Mais Você", apresentado por Ana Maria Braga. Na manhã desta terça (17), a atração exibiu uma matéria alertando sobre as acusações em que a TelexFree está sendo julgada. Em dado momento, a apresentadora ironizou e questionou se os divulgadores eram "bandidos", o que gerou revolta na internet.

CENA PROIBIDA - "Por que não falam sobre a acusação de sonegação de impostos na Copa de 2002?", questionou José de Almeida, divulgador da empresa no Twitter. A diretoria da TelexFree informa que está tomando medidas jurídicas cabíveis, exigindo direito de resposta cumulado com o pedido de danos morais.

FALA POVO - "Sobre o fato de a TV Morena nunca prestar nenhuma homenagem aos seus primeiros apresentadores e desbravadores quando passam para parte lá de cima, a exemplo de Armando Tibana. O pessoal que, hoje, ocupa os cargos de confiança da rede e no jornalismo, não conhece nada... da história da emissora e muito menos quem foram os  profissionais que muito contribuíram e brilharam no jornalismo local. A grande maioria são forasteiros importados de Cuiabá que não tem identificação nenhuma com a história da TV e muito menos com o jornalismo de MS. Lastimável. Nossas lembranças: Onézimo Filho, Gaspar Silva, Robson Torres "Alicino", Antonio Carlos-Pastel e, mais recente o Armando Tibana e tantos outros que já se foram". (HERCULANO GONÇALVEZ)

Links:
(1) http://donosdamidia.epcom.inf.br/listagem/lugares