ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  09    CAMPO GRANDE 16º

De olho na TV

Informação; o pecado mora ao lado

Por Reinaldo Rosa | 30/08/2013 09:10
Aline e Pilar da novela Amor a Vida, da Globo (Divulgação)
Aline e Pilar da novela Amor a Vida, da Globo (Divulgação)

RAÇA HUMANA. É constrangedora a constatação de dividir em classes segmentos da sociedade para se avaliar –ou produzir- atração de rádio ou televisão. Em nome da audiência temos uma discutível qualidade e más intenções que agem sorrateiramente. Salve o ibope.

CIRCENSE – A quem interessa os objetivos buscados na produção do programa O Povo na TV, do SBT/MS? Seja a que a tal classe é dirigida, ela não merece tão baixo nível. Não se pode classificá-lo de palhaçada pois a profissão de palhaço é coisa séria e de pessoas talentosas. E honestas em seus princípios.

SACOLINHA – A diretoria da repetidora da rede do SBT certamente concede aval à produção de qualidade zero, pois mantém anestesiada camada da população que atende seus ideais. Com interesses voltados para o crescimento de adeptos da Igreja Internacional do Reino de Deus, educação e cultura é o que menos importa produzir.

AO LADO DO PASSAGEIRO – Terminais de transbordos da capital transformaram-se em verdadeiros mercados persa –em sua pior classificação-. Contando com a complacência de órgãos responsáveis pelo setor, ali se vende e compra-se quase de tudo. Passar a sacolinha seria questão de tempo.

IMPORTADOS – Com a tradicional facilidade de se comunicar, obreiros procedentes do norte do país invadem os ônibus vendendo desgraças e oferecendo soluções. Juram que ‘quando estava no norte, era dependente de drogas, ladrão’ e coisas do gênero. Asseguram que foi graças à igreja Manasses que se curaram e desejam ‘o mesmo para os viciados desta cidade’.

QUINQUILHARIA – Tendo por base (na cabeça do idealizador) que a camada humilde anda de ônibus é ela a parcela de interesse de pastores mal intencionados. Colocam nas mãos dos passageiros um mimo de plástico –barato e texto mal redigido- solicitando a ‘modesta contribuição de três real (sic) para a construção de um Centro para recuperação de drogados nesta cidade’ que nem o nome decoraram ainda. Aperte a campainha; quero descer.

ALGEMAS MARCAM – Mordem e assopram. Fossem desconhecidas as caras de pau de certa camada de políticos, telespectadores se impressionariam com o ensaiado constrangimento de Henrique Alves, presidente a Câmara dos Deputados. Promete lutar contra o voto secreto da camarilha que comanda; um projeto que dormita ali há mais de cinco anos.

REFINAMENTOS DO PALADAR – O presidiário e deputado federal, Natan Donadom, (ex-PMDB – RO) redescobriu a roda. Informou aos nobres colegas de plenário que ‘a comida da cadeia é ruim’. Informação transmitida via satélite por rádios e redes de televisão. Tadinho.

FALA POVO – “Ao mesmo tempo em que modernizaram as instalações para melhor atender aos profissionais da casa, o que está merecendo atenção da TV Morena são os transmissores. Aqui em Aquidauana a transmissão esta péssima! Cheia de falhas durante todo o dia, sem som por alguns momentos, em outros, sem imagem. Terrível. A preocupação da Morena tem que se voltar aos telespectadores, melhorar a programação e a transmissão tem que ser prioridade da casa”. Paulo Reis Filho

PRÓXIMOS CAPÍTULOS - Será no capítulo 103 de "Amor à vida", no ar dia 16 de setembro, que Pilar (Susana Vieira), finalmente, vai descobrir que Aline (Vanessa Giácomo) é a amante de César (Antonio Fagundes). E a reação da médica vai elevar a temperatura da novela: Pilar parte para cima da secretária e lhe dá uma tremenda surra. César, que estará por lá, também vai apanhar da dermatologista.