ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 19º

De olho na TV

Jornais e revistas estão nas telinhas de Campo Grande

Por Reinaldo Rosa | 10/10/2016 10:45

ATÉ ELE – Improviso e geografia não são o forte de Luciano Huck. Motivos particulares tornam imperdoável o erro de o apresentador citar “Campo Grande, no Mato Grosso” como aconteceu no mais recente ‘Caldeirão’.

DIFERENÇAS – O SBT/MS Primeira Edição, sob comando de Emília Chacon, e a segunda edição, com Macos Anelo e Kelia Mesquita, têm a notícia como alvo principal. Enfoque curto e objetivo dos fatos tornam os dois noticiosos dinâmicos e com ‘cara de telejornal’.

OUTRO LADO – Ao tornar seus noticiosos mais populares, a TV Morena consegue dar aos mesmos o aspecto de revista. Longas reportagens de amenidades e fatos – com início meio e fim, sem maiores comentários – fazem as editorias dos informativos da emissora da Av. Zahran.

ESPAÇO ABERTO – Entre mortos e perdidos, a Difusora AM abre espaços na programação para futuros – e eternos – locadores. Vereador Coringa, sem aprovação nas urnas para reeleição é certo que não renovará o contrato que mantinha com a emissora. Poucos irão se lamentar.

SEM IBOPE – Editores de telejornais que anunciavam pautas de respectivas emissoras nas redes sociais, aos poucos, abandonam a iniciativa. Sites e Facebook antecipam informações sobre os acontecimentos.

NINGUÉM É DE FERRO – Feriado prolongado é aviso de falta de notícias através do rádio jornalismo. Para este setor, os fatos param e apenas a vida continua. Na boa.

SEIS POR MEIA DÚZIA - A Record trabalha na inversão de Gugu e Geraldo Luís para a grade de programação de 2017. Geraldo Luís deixará o ‘Domingo Show’ e migrará para o horário nobre com edições nos outros dias da semana. Disputará ibope com o ‘Programa do Ratinho’, do SBT.