A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Junho de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


07/03/2014 08:59

Malus mulher

Reinaldo Rosa
Carmen Cestari comanda o Viver Bem, SBT/MSCarmen Cestari comanda o Viver Bem, SBT/MS

COMEÇAR DE NOVO - Depois de descobrir relacionamentos extraconjugais do marido, após 13 anos de casada e com uma filha de 12 anos, Elisa começa questionar sua vida e sua rotina doméstica. Recém-divorciada, passa a enfrentar o mundo à sua volta e em busca de suas verdades. E precisa voltar a trabalhar fora para sustentar a casa e a filha adolescente.

TEMPOS SÃO OUTROS - Histórias - ficcionais ou não - mostram as dificuldades da mulher brasileira, madura e separada a se posicionar na sociedade, na família, e em uma relação homem-mulher. Retratos da antiga série Malu Mulher, da rede Globo, de mulheres que sofrem diante das dificuldades de uma vida nova.

ESTAMOS JUNTAS - Separada do marido ela passa por diversas tentativas frustradas na busca de um emprego com o qual pudesse manter a casa e a filha: faz pesquisas de traduções, vende roupas, escreve contos e chega, até, a cantar em boate. Além disso, ela tem de aprender a conviver com a culpa de deixar a filha sozinha para poder trabalhar. Esta é a garra da mulher brasileira em texto do Almanaque da Teledramaturgia, de Nilson Xavier.

BELEZA DA MULHER - Carmen Cestari comanda o Viver Bem, SBT/MS, com formato onde, a cada edição, áreas como saúde, moda, atividade física e comportamento são enfocados. Mais do que um revista eletrônica, a atração abre espaço para exemplos de mulheres anônimas demonstrem sua tenacidade.

À FRENTE DO TEMPO - Quando se trata de programas de TV onde a mulher é lembrada, impossível não creditar parte da história deste tipo de atração à jornalista e ex-deputada estadual e federal, Marilu Guimarães. Plantou a semente na TV Morena e, até hoje, nada é produzido nessa área que telespectadoras não se lembrem de sua atuação de então.

EMPREENDEDORA - A jornalista Marisa Machado faz parte dos trabalhos que pautaram a atividade feminina na comunicação do Estado. Com leveza de textos informou -e informa- produções no campo da culinária, artesanato, decoração e moda que, em ocasiões diversas, resultaram em progresso empresarial de algumas de suas convidadas.

BASTIDORES - Liziane Berrocal, Ellen Genaro, Jackeline Andreucci, Ligia Sabka, são nomes de mulheres que fazem a comunicação de Mato Grosso do Sul através dos bastidores da notícia. Assim como outras jornalistas de cidades do interior do Estado, têm na informação a base de propósitos como engrenagem do crescimento cultural da comunidade.

A LAMENTAR - Neste dia 8 de março -internacional da mulher- muitas serão as homenagens que elas receberão. Meritoriamente. A se lamentar são as inúmeras 'Malus' que, ao se lançarem na luta pela sobrevivência separada de possessivos trastes, tenham o nome incluído em estatísticas das mais tenebrosas. E de pouca reação por parte de responsáveis pela segurança a que têm direito.

SALVE SALVE - Números de Agências da ONU -Organizações das Nações Unidas- mostram que mulheres representam 60% das vitimas de tráfico humano, 27% são crianças -e maioria destas são meninas-. No Brasil, assassinatos de mulheres, em conflitos domésticos, não param de crescer. Enquanto isso, setores da comunicação nacional convocam 'eleitores' para eleger a musa siliconada do recente carnaval. Salve lindo pendão da esperança.

Na internet, grupo Acaba tem audiência cativa
MIOPIA – 66 curtidas, dez comentários, oito compartilhamentos no Facebook, incontáveis visualizações neste site Campo Grande News. Nota da coluna sob...
Grupo Acaba vive, mesmo fora da mídia
ESTAMOS JUNTOS – Mesmo ausente da grade musical da maioria de emissoras de rádios e retransmissoras de TVs locais, o Grupo Acaba vive –e sobrevive-. ...
Música regional de MS é atração rara nas emissoras locais
ESTRELAS FAZEM SINAL – Paulo Simões, Geraldo Roca, autores da música 'Trem do Pantanal', considerada hino não oficial de MS, não têm o destaque merec...
Só um 'não' ao ouvinte pode tirar rádio da mesmice
LINHA FECHADA – Quando é preciso dizer ‘não’. Difusora AM também abre espaço para atendimento de pedidos musicais dos ouvintes. Perigo à vista; maior...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions