A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 29 de Março de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


03/02/2014 10:33

Próximas remotas atrações estão sob controle

Reinaldo Rosa
Próximas remotas atrações estão sob controle

A QUEDA - O modus operandi de empresários da comunicação radiofônica tem cenário de pouca -ou nenhuma- modificação. A economia -base da porcaria- marcará presença com desprezo às leis trabalhistas e, claro, mesmo comportamento com a qualidade daquilo que é oferecido aos ouvintes. Simples assim.

COBERTOR CURTO - Empresário -fascinado ou deslumbrado- resolveu fazer incursões no setor de comunicação. Sem maturação para conquistar espaços publicitários, investiu mais do que faturou. Resultado: Dona Encrenca deu o ultimato; "pare com isso ou dê minha parte (da jurada comunhão de bens matrimonial) e eu me mando". Ele optou pela primeira opção e o site está fora do ar com liquidação de rico equipamento.

SOBROU PARA COMPETENTES - Como sempre acontece com empreendimentos que misturam vaidade pessoal e falta de competência -digamos assim-, capacitados profissionais e jornalistas estão à procura de vagas no mercado. Em tempo: não há demandas trabalhistas, pois todos, claro, operavam sob regime contratual -muito favorável ao 'patrão'. E fim de papo.

O SOMBRA - Jornal impresso da capital insere nomes trocados em seu expediente. Sobrinho assina e tio -o real responsável- manda seus recados, beirando a terrorismo puro, em busca de arca da glória perdida. Sinais da politica guaicuru.

LOUVE-SE - Situações aqui mencionadas tiveram as devidas tomadas de providências requeridas por parte dos Sindicatos de radialistas e jornalistas. Imperou o jeitinho guaicuru e o desmando patronal sobre desunida categoria profissional. Simples assim.

NOVO ROUND - Sem nunca ter pensado em 'jogar a toalha', Aristides Cordeiro anuncia nova etapa no mundo da comunicação. Criou o portal Tribuna do Pantanal, uma emissora nas ondas do rádio web. Programação que pouco difere dos endereços de rádios tradicionais e populares, o canal tem tudo para dar certo. Não tornar-se porta-voz de impoluta figura de autarquia esportiva de bolso poderá ajudar o radialista na empreitada anunciada.

ESQUEMÃO - Como parte do lançamento, hoje, da novela Em Família, Bruna Marquezini esteve no programa da Dona Ana Maria Braga. Será mais uma Helena sempre presente nas tramas de Manoel Carlos. Ele garante que a mesmice é apenas no nome.

REMEXENDO - Fatia -duvidosa- do BBB que deu certo, Sabrina Sato não vai ser colocada em fria pela Record. A emissora achou por bem não jogá-la na panela de programas dominicais de baixa qualidade e grandes audiências. No sábado, a concorrência é menor, analisam cabeças pensantes da rede.

SUPLICA - "Até quando vamos esperar para que nossas autoridades tomem providências com relação a esta situação (do Centro Oncológico de Corumbá)? Câncer não espera, não temos um botão que apertamos e estabilizamos a doença. A equipe que trata dos pacientes é excelente em todos os sentidos e temos resultados positivos. Com relação a isso, muitos dos pacientes estão, hoje, na fase de manutenção da doença. Segundo reportagem (de jornal local) querem retirar a equipe que cuida dos pacientes há oito anos? Qual a dificuldade de criarem um novo contrato com cláusulas corretas? Por favor, ouçam o nosso grito de socorro; queremos apenas viver e realizar o tratamento com paz e tranquilidade na cidade, sem dúvidas e sem desencontro de informações". Desabafo de Luciana Cândia, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer, de Corumbá.

Com berço em MS, sertanejo universitário esnoba cultura
QUEM GOSTA – Leitor alerta que “sertanejo universitário nasceu em MS; tem os cincos estúdios mais importantes do país; gera centenas de empregos, etc...
Minissérie deve abrir mente de quem desconhece a ditadura
A DIREITA VOLVER – No ‘Tribuna Livre’, da FM Capital, mestre Sérgio deitou falação sobre inconsequência, de alguns, pela volta da ditadura militar. P...
Radiojornalismo parado no tempo e no espaço
VERDADE DE CADA UM – Radiojornalismo de Campo Grande parou no tempo e espaço; grade criada – há tempos por alguns – não abandona a rotina. Loucos por...
Mudança da faixa AM para FM agita mercado radiofônico
MUNDO PEQUENO – Com o ‘estreitamento do mundo’ pela internet, sucessores de rádio de Campo Grande dirigem a emissora a partir de cidade americana. Mo...



Quero aqui, solicitar uma retificação o desabafo acima sobre a oncologia de Corumbá e de uma cuidadora e membro da Associação de Pacientes, Cuidadores e Amigos Oncológicos de Corumbá, Ladário e Região - APACON.
 
Luciana Cândia em 03/02/2014 17:02:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions