ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 25º

De olho na TV

Rádio dá o que falar

Por Reinaldo Rosa | 23/09/2013 08:54

AO PÉ DO OUVIDO - Falar, ouvir e ser ouvido. Informar para formar cidadãos e cidadãs além de influir na educação da sociedade. Objetivos precípuos de quem, a cada –e todo- dia empunha osmicrofones de uma emissora de rádio. Merecidamente radialistas têm sua data comemorativa; cumprimentos da coluna a esses desbravadores da educação e cultura.

POR ESPORTE – Na atual batalha de esforços para alçar o futebol do estado em lugar de destaque, programas esportivos lutam por audiência em emissoras de rádio da capital. Cronistas esportivos da Rádio Difusora fazem contraponto a outras atrações do gênero. Elcio Pinheiro surpreende quando no comando da transmissão de uma partida. “A equipe (esportiva) mais antiga do Estado está na rádio Difusora AM 1240”, segundo o leitor da coluna Jairo Vasconcelos.

ENTRE MAR E TERRA – Nem só de gols vive o futebol. O tradicional ouvinte que acompanha tudo através do rádio –mesmo estando no estádio- faz do radialista seu aliado e informante. Essa  ‘cumplicidade’ choca o torcedor quando o profissional classifica de asno alguém que, segundo análise própria (do locutor) errou em suas ações.

FALA POVO - “Sempre acompanho esta coluna. Também leio os comentários, ou seja, sou fã da coluna, mas gostaria humildemente de solicitar ao colunista, se possível, evitar comentar a respeito de novelas, que notoriamente não nos enriquece em nada o intelecto. Que possamos ver mais observações que culminem com a abertura das mentes não só dos seus leitores mas, principalmente dos eleitores, pois devemos sim elevar o nível intelectual dos cidadãos, para que possam refletir melhor suas atitudes, ou seja, na hora do voto. Aceitar as coisas do jeito k estão, não dá. Chega de novela, as pessoas prendem sua atenção apenas em "imaginários", "ficção", enquanto que o nosso país está aí afundando em corrupção”. (JACSON BLANCK)

R DO R – Caro Jacson Blank. A coluna foca o que emissoras de TVs e rádios transmitem e, no contexto da primeira, estão as novelas. Em seus variados temas abordados, se observadas com mais apuro, elas mostram um pouco do cotidiano –e ações pessoais- da comunidade; forçam o intelecto de cada um. Em sua completa editoria, este site
Campo Grande News dedica especial atenção a fatos políticos –com capacitados analistas-. A decisão do decano Celso de Mello, na quarta-feira passada, talvez seja suficiente para alertar eleitores quanto a futuras eleições. Tramas são exibidas em forma de novela e, do imaginário de alguns chefes de casas civis, a corrupção sai da ficção para a realidade. Sua preocupação é pertinente; continue participando deste canal de troca de ideias. Um abraço.

SE LER NÃO ASSINA – As redes Band, Record, Globo, Rede TV e TV Cultura são as campeãs de audiência na TV por assinatura. Segundo pesquisas, canais como Discovery Chanel, History, Sony, Warner, etc, não existem no controle remoto de certa camada dos assinantes. Do total de 17 milhões de pagantes 65% ficam ligados apenas nas redes nacionais.

JOGANDO PARA A PLATEIA – O pacote econômico anunciado pela Sky –e outras- é a forma que elas têm de vender bagulhos que aguçam (ou forçam) a vontade do assinante migrar para planos mais caros. E continuar sintonizando as tradicionais redes do país. O que importa é dizer ao vizinho que tem TV por assinatura.

CASAMENTO DE PESO - Ellen Cardoso, conhecida como Mulher Moranguinho, que se casa hoje com o funkeiro Naldo, trocou de estilista durante o processo de criação de seu vestido de noiva. Segundo o profissional George Moreira, ela queria um modelo ousado, de graça e estava visivelmente acima do peso. Os dois romperam. Felicidades aos nubentes.