A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


25/06/2014 09:27

Um por todos, todos por um sem rádio e TV

Reinaldo Rosa

ATACADÃO – Tribuna Livre, da FM Capital, abriu espaço no atacado a quatro secretários do prefeito Gilmar Olarte para deitar falação sobre 100 dias da administração de plantão, na capital. Informações da Agência Brasil e de Assessores de Imprensa têm pouco consumo em consumidores de notícias.

NA COLHEITA – Após a tempestade de convenções, candidatos apresentadores de rádio e repetidoras de TVs sairão do ar até o final desta semana. Atuais inquilinos de espaços em emissoras, com nomes aprovados em convenções partidárias, a partir de então passam a colher frutos de permanência e visibilidade que outros concorrentes não desfrutaram.

VC NA COLUNA – “Gol contra da Globo em colocar ex-jogadores milionários para comentar a Copa (Fifa). Além disso, são ruins de serviço, como é o caso do Roberto Carlos. O Datena foi contra a Copa e, agora, como narrador (na Band) é só elogios. Todo dia ele dava cacete no evento no ‘Brasil Urgente’. (Adão Jorge Rodrigues)

R DO R – O Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, em anos anteriores, conseguiu tirar do ar comentaristas que não fossem jornalistas legalmente habilitados. Graças a loby junto à classe política (sempre ela), tudo foi solucionado resultando na geleia atual. Baseado no acesso à liberdade de opinião, expressa na Constituição, todo brasileiro tem direito de opinar em canais de comunicação social. Simples assim. O conteúdo de cada um pouco importa.

SAIU DA REDE – “Um profissional (de rádio), quando me refiro a ele, tenho a honra de chamá-lo de Mestre. Esse, na minha matemática, é soma 10. Foi e sempre será meu professor. Obrigado por tudo, meu mestre Fonseca Junior”. Ely Leal

PAUTA QUE CANSA - “Quero deixar claro que admiro a luta e a perseverança de cada atleta convocado para a seleção brasileira. Todos de famílias humildes, batalhadoras. Mas, como cansam essas reportagens com os professores, tios, vizinhos, amas de leite, etc, etc, etc. que marcaram a vida dos "craques"! Quanta chatice! PelamordeDeus! Alguém pode avisar os distintos colegas jornalistas que estamos numa Copa do Mundo de futebol? Torço pelo Brasil e também para que parem de nos bombardear com essa pieguice recorrente de reportagens que mostram o passado dos jogadores e esquecem de focar no presente”. (Carmen Cestari, via FB)

EU PROMETO – Apresentadores candidatos que deixam o ar nesta semana prometem grandes entrevistas com nomes de peso da política estadual. É aguardar para ver e ouvir. Já se anunciam chiadeiras pelo conteúdo de ‘Kit Eleição’ baseado na importância do nome do concorrente e não pelo que ele é capaz de fazer na vida pública. Anule ou confirme.

SARNEY – 60 anos de vida pública (começou aos 24). Anuncia aposentadoria depois de ser vaiado em Estado pelo qual é senador. Confessou que, a partir de agora, vai ser apenas cuidador de idosa – sua mulher Marly. Apenas Ricardo Boechat, na Band News, comentou sobre trajetória nefasta do maior adesista da história política do Brasil.

Rádio esbanja potência, mas com público restrito
O ELO – No Brasil todo está disseminada a prática de terceirização de espaços na comunicação falada. Cronistas do rádio esportivo ficam à mercê do bo...
O bagunçado e voraz mercado local das rádios
SENHORES PASSAGEIROS – Nivaldo Mota, João Flores, Miltinho Viana e Marcelo Nunes têm algo em comum. Foram revelados para o rádio de MS originários do...



Eu já havia criticado através do Facebook a invasão dos hoje milionários ex-jogadores de futebol que, de repente, se tornaram "comentarisas esportivos", com o devido aval DA ABRACE que nada fez ou faz pra proibir o acesso deles nas emissoras de TVs e Rádios. Na minha modestissiima opinião, não é pelo fato deles terem sido atletas no passado, que podem ou devem usar o microfone, mesmo porque, o dom que "alguns" deles tiveram para jogar bola, não é o mesmo pra falarem.. daí não dizem nada com nada. Quanto aos probres profissionais que durante anos e anos empunharam os microfones..hoje foram relegados . sei lá a um 10º plano. Pior é quando nós chegamos a outro centro pra trabalhar, na portaria pedem a carteirinha da ABRACE e quem não tem, não trabalha. Perde a viagem. Simples assim.
 
Gilson Giordano em 25/06/2014 11:19:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions