A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


09/07/2014 09:26

Um sete um

Reinaldo Rosa
Sem comentários.Sem comentários.

TÁ NA ÁREA – Inquieta e operante, ex-apresentadora de TV, ex-deputada estadual e federal signatária da atual Constituição brasileira, advogada e jornalista, Marilu Guimarães está a postos na campanha eleitoral que se inicia. Em contato com a coluna informou que abraçará algumas candidaturas que possuam objetivos próximos aos que sempre defendeu. Sorte dos eleitos por ela.

SAIU NA REDE – “Não há razão, explicação ou justificativa que me faça sentir felicidade alguma ao ver o Brasil perder de 7 x 1 numa semifinal de Copa, dentro do Brasil. Não fico nada feliz com isso. Considero este resultado uma das maiores humilhações em toda história do futebolNeste momento, é a hora que vão surgir os profetas do passado, com os seus "eu sabia" ou com as mais mirabolantes teses para este vexame”. (Carmen Cestari)

DANÇA DAS CADEIRAS – As corretas análises dos fatos fazem do âncora Ricardo Boechat o objeto de desejo da rede Record. Condição sine quo non, Percival de Souza e equipe do ‘Cidade Alerta’ acompanharão Marcelo Rezende rumo à Globo. Incomodando ibope de Jô Soares, Danilo Gentilli também faz parte dos objetivos da outrora Vênus platinada. Rumores que correm soltos no eixo – do mal - Rio -São Paulo.

PÓS COPA – A ordem é esquecer o padrão Fifa, os campeonatos brasileirão e regional, etc. Depois da ressaca da Copa 2014, nada melhor do que uma campanha eleitoral. Na falta de inebriante melhor. É o momento de promessas cantadas em prosa e versos de sempre.

ENGODO - Art. 171 - Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento. Qualquer coincidência com a forma administrativa da CBF – e Fifa com seu padrão - não terá sido mera coincidência.

BARRIGA DE ALUGUEL – CBF repassa verbas às federações estaduais de futebol. Estas, repassam (?) cofrinhos com algumas moedas aos clubes. Quem proporciona o espetáculo fica à míngua e vai à falência. A ópera bufa do futebol estadual serve –ou não- de exemplo. Simples assim.

VC NA COLUNA - “Agora, torço para Alemanha. Ganharam porque jogaram muito e mereceram Desde que chegaram que só cativam os brasileiros. Ajudaram financeira e materialmente colônia de pescadores e moradores do lugar onde estão concentrados, no sul da Bahia. Ficaram amigos dos pescadores e fizeram um vídeo enaltecendo o Brasil, mostrando as melhores imagens do nosso País e sempre tratando a todos com carinho, simpatia e respeito. Los Hermanos, não torço; nada contra mas também nada a favor no futebol. Sempre fizeram descaso e sempre debocharam dos brasileiros”. (Sandra Duarte – Rio de Janeiro)

A MAIS PEDIDA – Sucesso de Tim Maia, música mais adequada para esta quarta-feira (e muitas outras), tem o verso ‘eu só quero chocolate’.

TVE com nova programação este mês
VEM AÍ - Após conclusão do processo de digitalização, a TVE Cultura anuncia dia 24 de agosto a nova programação. Os trabalhos foram detalhados nesta ...
Sem adesão ao digital, sinal analógico permanece
ÚLTIMA HORA – Não deu outra; foi ampliado prazo para desligamento do sinal analógico para Campo Grande e Terenos. Cidade Morena não atingiu índice ne...
Jornalista de MS se destaca em debate
DA MORENA PARA O MUNDO – Carmen Cestari, na Band/SP, puxou a fila de jornalistas locais a trilharem o cenário nacional. Foi seguida por Ogg Ibrain (R...
Delcídio de volta à mídia local
QUEM NÃO APARECE – Abandonando período de ostracismo voluntário, ex-senador Delcídio do Amaral voltou aos estúdios de rádios e retransmissoras de TVs...


A verdade é uma só, não tinhamos time para ganhar a Copa, talvez até tivessemos, mas eles não estavam em campo, a vitória da Alemanha foi merecida pois jogaram como verdadeiros guerreiros, enquanto o Brasil parecia completamente perdido dentro de campo, só faltou os brasileiros pedirem autografo para os alemães durante o jogo, ninguem queria correr, suar ou fazer o minimo esforço, NINGUÉM, inclusive o Felipão e sua trupe, todos assistiram a Alemanha atropelar o Brasil, o Felipão não deu um grito, não chamou um jogador pra tentar parar o imparável, acho que não faltou talento, mas sim vontade, o time que vimos em campo não era nem de longe a seleção que nos encantava até então, quem saiu ganhando? O Neymar, todos vão falar que se ele estivesse em campo o resultado seria outro, talvez um 7x2
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 09/07/2014 17:41:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions