A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


28/11/2014 10:22

Virada da notícia no ar de MS

Reinaldo Rosa

PEDRA CANTADA – Durante a recente campanha eleitoral a coluna acusou certo benefício do horário político gratuito. O ‘Bom Dia MS’ tinha melhor audiência levado ao ar às seis horas. Com estreia do ‘Hora 1’, da rede Globo, o horário se perpetua no Estado.

NA PRENSA – Imprensado entre novo telejornal e o ‘Bom Dia Brasil’, em Mato Grosso do Sul, a equipe comandada por Lucimar Lescano enfrentará novos desafios. Ou quase. Não será por falta de ‘ganchos’ que o noticioso da TV Morena não terá audiência.

SEM CAPA – Pouca – ou nenhuma - informação sobre retirada - do site do SBTMS - do programa comandado por Carmen Cestari nas tardes da emissora. A correta profissional merece melhor tratamento por sua longa – e respeitada - vida profissional.

PORQUE É SÁBADO – Cachopa comanda roda de samba ‘da melhor qualidade’ na FM UCDB, na manhã deste sábado. Diferencial semanal de programações radiofônicas calcadas em finalidades de audiência sem qualidade. É soberano no horário.

HORA AGA - Com a pompa qualidade rede Globo de anunciar a próxima atração, a partir de segunda-feira, o ‘Hora 1’ entra no ar. Em Mato Grosso do Sul, loucos por notícias não terão do que se queixar; o rolo compressor da informação começa nas primeiras horas do início da semana.

O ROTEIRO – Graças à TV Guanandi, a Virada da Notícia começa com o ‘Canal Livre’ (que tem como ‘escada’ o Festas e Eventos), precedido do ‘Jornal da Manhã’, pelo SBT, ‘Hora 1’, na Globo, ‘Bom Dia MS’, na TV Morena e, fechando, o ‘Bom Dia Brasil’, de novo pela Central Globo. Ufa.

Virada da notícia no ar de MS – A apresentadora do ‘Hora 1’, Monalisa Peroni deu a dica sobre essência do novo noticioso: Giro de noticias de 15 em 15 minutos, dentro do programa. Eufemismo para repetições de pautas da atração, com aproveitamento de informações de outros telejornais da emissora.

ESTADO INSTÁVEL – Como diria o escritor Otto Lara Resende “mineiro só é solidário no câncer”. A imprensa também. Ricardo Boechat deu roteiro das idas e vindas do rei Pelé ao Hospital Israelita Albert Einstein; foi operado; recebeu alta; voltou por causa de uma infecção urinária; ficou no quarto; seguiu para Unidade Semi-Intensiva e, finalmente, está na U.T.I. Boletins médicos do hospital são pobres. E análises de jornalistas, idem.

HIPÓCRATES – Todos torcem pela recuperação de Pelé; não seria uma infecção urinária que o derrubaria. Por seu lado, a rede Globo criou (sem autorização) nova unidade dentro do Hospital Albert Einstein; a ‘Unidade de Cuidados Especiais’. Telespectadores e o próprio Pelé não merecem tais cuidados com a notícia. Black fraude da notícia.

BARRACO - Jorge Kajuru se pronunciou sobre ação que Luciana Gimenez move contra ele, acusando-o de difamação e injúria. "Se quer me irritar cobrando R$ 100 mil e me prender, aí eu publico tudo o que sei. Imagine se eu contar o barraco do camarim sendo quebrado; e lá dentro os gêmeos; tapas na cara", disse cheio de incógnitas. Com Uol.

Programa resgata causos do futebol regional
CONTA OUTRA – O futebol sul-mato-grossense – graças a alguns – vive na história do torcedor local. Jogadores, dirigentes e técnicos estão no ‘Conto d...
Público dando um show no futebol de MS
QUEM NÃO AJUDA – Domingo de ‘Comerário’ no Morenão. Se dependesse apenas dos torcedores, o futebol de Mato Grosso do Sul teria vida longa no cenário ...
Caso da primeira-dama hackeada passou batido
EMPODERADO II – Talmir Nolasco, outro personagem histórico do rádio de MS, ‘deu um tempo’ aos microfones. Depois de atuar na campanha eleitoral do PS...
Rádio local disputa espaço com futebol na TV fechada
EMPODERADO – Personagem da história do rádio sul-mato-grossense, Nivaldo Mota atualmente dedica o talento em outras ondas. Em tempo real, entrevista ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions