ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 25º

De olho na TV

Xuxa na berlinda da Globo

Por Reinaldo Rosa | 19/11/2012 09:10

OS BAIXINHOS - A Globo planeja modificações para alavancar a audiência aos sábados, em 2013, segundo o jornal Folha de São Paulo. Índices de audiência das atrações estariam caindo mês a mês. A direção quer mudanças na grade, no horário e formato do programa da Xuxa. Já o Caldeirão do Huck pode ganhar mais investimento por parte do canal. Nada é perfeito.

VOZ DA AUDIÊNCIA – ‘Tirar essa Xuxa do ar seria o primeiro passo. Programa ridículo’, segundo Ismael Luiz Santos.

AVIDOS POR NOTÍCIAS – Para os sábados, há quem sugira um Bom Dia Brasil Especial, ‘já que acordamos sem notícias, na tv aberta, tendo que aguardar o Fala Brasil, da Record’. TV aberta, nos finais de semana é realmente, um chute no SAC –Serviço de Atentado ao Consumidor- e, cada vez mais, leitores demonstram interesse particular em informação atualizada.

SOBE E DESCE – Com as modificações anunciadas pela Record News –com dispensa de 40 funcionários-, a Globo News amplia seu espaço (em audiência) na TV por assinatura. Quem procura programação diversificada nos finais de semana tem de pesquisar antes de migrar para a TV paga. Por R$ 39,90 mensais, terá apenas mais uns canais (sem importância) acrescentados aos atuais da TV aberta.

SALVEM JORGE – Celebridades repentinas por serem filmadas em banho de sol na laje; notícias de mortes no morro, sexo; tráfico –de entorpecentes e de gente- e, na outra ponta, alguém se dando bem. Parece mas não se trata de novela: é o noticiário de programas popularescos de nossas tardes televisivas.

ROYALTIES – O reconhecido talento de Glória Perez em escrever novelas para a TV, não deixa escapar comparações de seus enredos com a vida fora da ficção. Há quem diga que, em Salve Jorge, a autora deveria repartir cachê com Luiz Datena, já que a produção global é um mix do programa do apresentador da Band.

VERDADE NUA – Pseudo-celebridades colocadas em cenas sensuais nas lajes do núcleo carioca da novela, já são cotadas (em reais) para ilustrarem capas de revistas masculinas, devidamente vestidas como vieram ao mundo. Ao término da novela e da circulação da publicação, tornam-se páginas viradas.

NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO – Louvável a intenção da rede Globo em veicular produção interna de Utilidade Pública, pregando os perigos de manifestações homofobicas. Parece mais um pedido de salvo-conduto para com autores da casa que, invariavelmente, lançam mão de um homem-com-homem em suas produções.

NOTÍCIA LIGHT NÃO VENDE – Veicular ações de pessoas politicamente corretas; que estudem, trabalhem, sejam cultas, boas pessoas, enfim, não da ibope. Estamos em busca de sensações; até as normais. Entre Jornal Nacional, Jornal da Band, Luiz Datena e Canal Futura, existe um controle perpétuo que determina suas escolhas. Bom proveito.

Arthur Mário carrega o piano na Cultura AM
Arthur Mário carrega o piano na Cultura AM
Francisco Baccaro continua à frente na programação da Mega 94
Francisco Baccaro continua à frente na programação da Mega 94

NÃO É O QUE VOCÊ PENSA - Enquanto Cristina Pirvdá como certo o fim do casamento de nove anos com Giba, o atleta desmente a história. Em sua página do Facebook, ele fala que o relacionamento entre os dois passa por uma “profunda crise que se acentuou nos últimos dias. Peço que respeitem este momento delicado e protejam meus filhos de qualquer exposição desnecessária”. Que assim seja.

É PRACABA – O "Programa do Gugu" vem perdendo na briga pela audiência para o "Eliana", do SBT. No último domingo, Eliana bateu Gugupor 7,5 pontos contra 5,2. Em outubro, a diferença foi de cerca de 1 ponto. Gugu custa mais do que fatura por conta de altos salários. Isso tem gerado algumas críticas nos corredores do canal. É a TV aberta, com o público telespectador em dúvida tendo de optar entre estas duas ‘importantes produções culturais’, aos domingos. Óh dúvida cruel.

PLENA – Sem feriados à vista, programação de rádio volta ao normal, com os altos e baixos de sempre; noticiosos de boa qualidade com programação musical não tão. Na ‘viagem’ pela faixa de AM, a boa constatação de aproveitamento de profissionais da Educação Rural pela Difusora Pantanal. A história do rádio sul-mato-grossense não poderia abrir mão deles. Salve Wilson de Aquino.