A notícia da terra a um clique de você.
 
19/12/2016 07:12

Marquinhos Trad: "Não haverá solução mágica"

Mário Sérgio Lorenzetto
 Marquinhos Trad: Não haverá solução mágica

Para todo problema sempre há uma solução fácil: boa, plausível e errada. Vivemos em um tempo de complexidades, todos querem soluções mágicas, mas se recusam a acreditar em magias. Marquinhos Trad, sem a roupa do discurso "blá, blá, blá", que proferiu quando ungido prefeito pelo Tribunal Regional Eleitoral, é um político que se aproxima da verdade. Esse foi um dos principais critérios que levou os eleitores a acreditarem em sua plataforma mínima de trabalho. Mínima em benefícios para a população, enorme para aqueles que assumirão a prefeitura dentro de poucos dias.

Visitem qualquer departamento da prefeitura e conheçam o verdadeiro significado da frase "terra arrasada". Por lá passou um ciclone, sofreu um terremoto e quase nada restou. A equipe que foi montada terá de se superar. Com os mínimos recursos que lhes serão disponibilizados e com seu parcos conhecimentos, serão cobrados de maneira desproporcional, além de suas capacidades atuais. Crescerão ou desaparecerão no torvelinho criado por Bernal-Olarte.
A equipe é verde, terá poucos meses para amadurecer. De onde tirarão os milhões necessários para tapar os buracos das ruas? Onde encontrar recursos para levar medicamentos aos postos de saúde? Como pagarão a merenda e os uniformes escolares? Como resolverão a necessidade de pessoal das creches com os contratos da Omep e Seleta quebrados pela justiça? As respostas terão de ser rápidas.

Marquinhos Trad até agora foi um político hábil - venceu, com facilidade, uma eleição com poucos recursos. Saiu do período eleitoral como alguém que vai a uma batalha campal e, quando todos esperam mutilações e sujeira para todos os lados, dela saiu como se acabasse de fechar a porta do banheiro - limpo e cheiroso. Foi épico. Mas tudo isso é nada para o que o aguarda. Não lhe bastará a capacidade de discursar e conversar. Terá de administrar. Com rapidez e sem cometer um só erro que açule o espírito fiscalizatório destes tempos. Isso se aproxima do impossível. A população lhe exigirá toda a pressa do mundo. A pressa leva o homem público atual para a cadeia.

 Marquinhos Trad: Não haverá solução mágica

As listas extraordinárias do novo prefeito

O humano tem obsessão por listas. Lista-se no credo de que é possível organizar o infinito, o ingovernável. Mas vale a pena listar, especialmente como votos para o ano seguinte.

Escute com paciência. Não tenha pressa em falar/ Nunca se mostre entediado/ Nunca se embriague/ Nunca se gabe. Deixe sua importância se tornar evidente por si só.

Faça uma coisa de cada vez/ Conheça o problema/ Aprenda a ouvir/ Aprenda a fazer perguntas/ Distinga o sensato do insensato/ Aceite as mudanças como inevitáveis/ Fale com simplicidade/ Fique calmo/ Sorria.

 Marquinhos Trad: Não haverá solução mágica

WR Comfort Hotel, ousadia e sustentabilidade em época de crise

Campo Grande parou por quatro anos. Uma cidade sem investimentos empresariais está fadada ao ostracismo e decadência. Apesar dos inúmeros obstáculos oferecidos pela administração municipal, pelo menos um investimento de vulto ocorreu na Capital. Foram construídos 87 apartamentos a 100 metros do Anel Viário, na saída para Três Lagoas.

Além da dezena de milhões que foram gastos na construção, o hotel é um empreendimento com gestão totalmente sustentável. Usa energia alternativa com tubos solares à vácuo para aquecimento de água e sistema de recirculação de água quente dos chuveiros, evitando desperdício de água. Outro fato inédito no hotel é a captação de água de chuva e a água servida de pias e chuveiros é utilizada para irrigar gramados e jardins. Campo Grande necessita de, pelo menos, uma centena de investimentos ousados e sustentáveis como esse. Anualmente. Uma dura tarefa para a nova administração da cidade. Convencer os empresários a retirar o dinheiro das aplicações bancárias para construir e ampliar. Auxiliar ao invés de burocratizar e postergar investimentos será uma tarefa prioritária. Conseguirão?

 Marquinhos Trad: Não haverá solução mágica

Mudar ou esborrachar

Os políticos profissionais tomaram um grande susto em 2013, o que vai até a queda de Dilma, pelo menos. Não entenderam o recado de que o modo como se faz a política terá que ser revisto. Isso baterá no financiamento das campanhas eleitorais, apesar do imenso caixa dois da última, há sinais de que não se aceita mais a regra desse jogo. Vai bater no próprio estatuto da política como profissão. Vai bater na forma como é feita a comunicação de um governo com a sociedade e dos políticos com a sociedade. O que a cidade procura é menos um governo infalível, menos um governo eficiente, e mais um governo no qual possa confiar - no sucesso e no fracasso. A corrosão da credibilidade da política e das instituições políticas chegou a um nível muito baixo. Muda ou esborracha.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.