ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Em Pauta

A China iniciará uma revolução tecnológica em suas fazendas

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 14/03/2021 07:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
A China recorrerá à inovação para aumentar a produtividade agrícola e impulsionar o desenvolvimento de produtos transgênicos. Outra revolução no campo chinês teve início em janeiro de 2021. É bom lembrar que em 100 anos, as grandes mudanças chinesas se deram no campo. Mao Tse Tung só triunfou quando levou sua revolução para o campo, em detrimento das cidades. Também foi nas fazendas que foi plantado o milagre econômico da China contemporânea. A grande mudança na economia chinesa ocorreu quando os fazendeiros comunais de uma região chamada Anhui resolveram abandonar suas plantações comunais e torná-las individuais. Agora, a China quer promover o casamento de sua avançada tecnologia com o campo atrasado. É fundamental para os fazendeiros brasileiros acompanharem as novidades do campo Chinês.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Frutas e verduras sem intermediários.

A primeira transformação profunda que está sendo gestada na China é eliminar os intermediários. Estão acabando com o armazenamento e desperdício. A segunda maior empresa de alta tecnologia chinesa, denominada JD, começou a vender frutas e verduras em plataformas especiais. Os plantadores, em gigantescas "fazendas" de alta tecnologia, entregam seus produtos diretamente para os consumidores. Essa fazendas são copiadas do modelo holandês, todas providas do que há de mais avançado na produção de frutas e hortaliças. Veja abaixo uma "fazenda" chinesa:


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
As sementes do futuro chinês serão transgênicas.

O ministro da Agricultura, Tan Renjian, deu a partida: "As sementes são o microchip da agricultura". Também declarou que "não podemos ser complacentes nem sequer por um momento.... devemos produzir mais grãos". E concluiu: "os pratos chineses devem encher-se com grão chinês, e o grão chinês deve ser cultivado com sementes chinesas". A decisão do governo é de recuperar e manter em torno de 120 milhões de terras agricultáveis, a superfície correspondente à soma dos territórios de Portugal, Espanha e França. E já começaram. Em meados de janeiro, aprovaram e começaram a utilizar sementes transgênicas de soja e de milho. Os agricultores brasileiros conhecem essa transformação. A produção duplica ou triplica. A empresa que está fornecendo as sementes transgênicas é a Dabeinong.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário