ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  25    CAMPO GRANDE 27º

Em Pauta

É possível prevenir Alzheimer e outras demências da velhice

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 26/04/2022 07:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Existem mais de 100 causas conhecidas de demência. A mais comum de todas é o Alzheimer - entre 50% a 70%, de acordo com o país em que se vive. Essa é uma enfermidade neurodegenerativa de origem desconhecida e incurável, até o momento. Implica na acumulação anormal de uma série de proteínas (tau e beta-amilóide) no cérebro. É muito difícil pesquisar o Alzheimer pois o processo inicia, de forma silenciosa, várias décadas antes do diagnóstico. Também é preciso desmitificar sua origem hereditária - menos de 1% dos casos são herdados dos pais.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

É possível prevenir o Alzheimer?

Até o final do século XX, falar de prevenção das demências era uma conversa de loucos. Ninguém acreditava nessa possibilidade. Mas esse panorama mudou nos últimos anos. A grande virada veio quando se comprovou que viver em países desenvolvidos era aumentar exponencialmente a impossibilidade de Alzheimer. Bem claro, Alzheimer é enfermidade de pais pobre.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Como mudar hábitos para não ter Alzheimer.

O Manifesto de Berlim, reunião mundial de neurocientistas, diz mais de 33% das demências podem ser prevenidas se não tivermos infartos cerebrais. Há uma imensidão de pequenos infartos cerebrais que não percebemos e que devem ser checados - pelo menos um vez por ano. Mas quem deu as bases para a mudança de hábitos que previnem demências foi a University College de Londres. Veja a lista com o percentual de possibilidades:

1. Perda auditiva - 8%

2. Falta de educação - 7%

3. Consumo excessivo de tabaco - 5%

4. Depressão - 4%

5. Isolamento social - 4%

6. Traumatismo cerebral 3%

7.  Hipertensão - 2%

8. Inatividade física - 2%

9. Respirar ar contaminado - 2%

10. Diabetes - 1%

11. Consumo excessivo de álcool - 1%

Nos siga no Google Notícias