ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 25º

Em Pauta

Educação via rádio, a invenção das professoras paraguaias

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 08/04/2021 06:33
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Tetos que caem nos alunos, escolas inundadas, falta de recursos humanos e professoras desatualizadas, Todos esses problemas se agudizaram com a chegada da covid-19. Se não fosse pelo compromisso e inventividade das professoras paraguaias, toda uma geração teria perdido o ano escolar.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Abandono escolar de 59%.

O abandono escolar no Paraguai gira em torno de 59% (o brasileiro, considerado escandaloso, é de 24%). Na educação das crianças (ensino fundamental no Brasil) o abandono alcança 40%. É o país latino-americano com a pior taxa de matrículas. É uma verdadeira tragedia, que não se modifica com os vários governos de esquerda ou direita, pois em torno de 35% da população, cerca de 2,5 milhões de pessoas, é menor de idade.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Falta tudo, mas as professoras se esforçam ao máximo.

A imensa maioria das crianças e jovens paraguaios não dispõem de internet. Não há como chegar a eles através de aulas online. Mas as professoras paraguaias são extremamente esforçadas e criativas. Criaram um sistema de resistência para atender a todos seus alunos. Ao mesmo tempo que ministram aulas pela internet - para a minoria de alunos - levam aulas e tarefas para as escolas, onde pais e filhos passam para apanhá-las.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Prêmio Nobel para as professoras paraguaias.

Mas o esforço delas não para aí. Boa parcela de professoras vai um ou dois dias por semana às residências dos alunos, custeando a despesa do translado - de ônibus - do próprio bolso. Se sobra vontade e tenacidade, também inventam outras alternativas. Criaram uma rede de aulas ministradas através das rádios. A escola paraguaia é um desastre, mas suas professoras merecem receber o Prêmio Nobel.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário