ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 21º

Em Pauta

Jogos Olímpicos: a competição dos deuses só tinha peladões

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 21/07/2021 07:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Na Antiguidade, os gregos celebravam o final da colheita louvando seus deuses. Os festejos duravam dias e incluíam teatro, danças e esportes. Em cada cidade, as disputas eram dedicadas a uma divindade específica. Em Atenas, naturalmente, em homenagem à deusa Atena. Em Corinto, a Poseidon. Mas em todas as cidades consagravam o maior de todos os deuses: Zeus. Coube à cidade de Olimpia, sediar a de maior prestígio - daí a popularização do nome Jogos de Olimpia, Jogos Olímpicos.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Todo mundo pelado.

Os atletas competiam nus. A moda começou com os espartanos. De acordo com Pâusanias, um escritor que viveu no século I d. C., o corredor Orsipo de Mégara foi o primeiro atleta a ser coroado sem roupas em 720 a.C.. Essa prática se institucionalizou e todos tiraram as roupas. O motivo é pratico: a moda da época atrapalhava a prática de esportes. A vestimenta básica entre os gregos, o "quiton", era feito com dois retângulos de tecido presos por broches que, no caso dos adultos, iam dos ombros aos tornozelos. Atrapalhava.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O tapa-sexo.

Primeiro, passaram a usar a "zôma" uma espécie de tapa-sexo. Depois, ficaram totalmente nus. A palavra "ginásio", inclusive, não surgiu à toa: ela deriva do termo grego "gimnós", que significa "pelado".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário