ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 23º

Em Pauta

O 1º dino encontrado foi descrito como escroto de gigante

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 25/05/2024 09:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
O Megalosaurius Bucklandii foi o primeiro dinossauro descrito pela ciência, em 1.824. Há mais de 160 milhões de anos era um carnívoro bípede, andava em dois pés. Pesava mais de uma tonelada e tinha 9 metros de comprimento. Mas, antes de sabermos tudo isso, ele era tido como um escroto de um humano gigante.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
O livro que distorceu a verdade.

A culpa desse erro fantástico foi do naturalista britânico Richard Brookes. Sessenta anos antes desse dinossauro ocupar seu verdadeiro lugar na ciência, Brookes teve uma visão criativa e publicou que os ossos encontrados pelo químico Robert Plot, era um escroto. Duplo erro. Saco (escroto) dos homens não têm ossos e a ossada encontrada não era humana.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
A encrenca estava no Gênesis.

Mas esse é muito mais um erro que qualquer um cometeria naquela época. A encrenca estava no Gênesis. Esse livro religioso afirma que antes do dilúvio havia gigantes colossais violentos que teriam desaparecido com as chuvas. Como no século XVII qualquer explicação que estivesse fora da Bíblia poderia levar uma pessoa ao cárcere - ou pior - ninguém se aventurava a dar outra explicação.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
O clérigo que botou ordem na casa.

William Buckland era um clérigo inglês. Como tantos outros padres e pastores, dedicou sua vida ao estudo das ciências. Essa é uma época ímpar. Os maiores estudiosos das ciências eram quase todos padres e pastores. Também é a época da Revolução Industrial, onde as ciências passaram a ocupar um lugar nas sociedades que nunca tivera antes. E foi Buckland quem afirmou que os ossos encontrados não eram do saco de nenhum humano, eram ossos do corpo de sáurios, de lagartos. Assim foi que a dinomania, a admiração pelos dinossauros, começou. Buckland era também um ótimo marqueteiro. Criou tudo que até hoje é usado pelo marketing. Bonecos de dinossauros, broches, selos, livrinhos de história para crianças, cartões postais, chocolates....conseguiu, inclusive, convencer Charles Dickens a abrir sua novela "A casa soturna" com uma história de dinossauro.
Nos siga no Google Notícias