ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  02    CAMPO GRANDE 15º

Em Pauta

O ano dourado dos supermercados na pandemia

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 10/03/2021 06:24
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Melhor ano de vendas para os supermercados tem lucro recorde ao mesmo tempo em que o arroz e o feijão estão sumindo da mesa dos brasileiros. Todo brasileiro que chefia uma casa toma um novo susto a cada vez que chega a um supermercado: batata, arroz, óleo, carne e outros itens básicos para a alimentação registraram aumento considerável em 2020 e tendem a explodir em 2021. Na análise dos 35 itens mais vendidos nos supermercados brasileiros, houve um aumento de 21% entre 2019 e 2020.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Lucros e mais lucros.

Com a pandemia, sobraram os supermercados para os brasileiros afluírem em massa. Se esses estabelecimentos eram locais de consumo, tornaram-se também locais de distração: sair de casa para ir ao supermercado passou a ser uma terapia para os "prisioneiros da covid", aqueles que estão permanecendo em casa. Assim, passaram a fazer compras antes típicas de shoppings centers, a impulsividade se tornou importante. E foi assim que os lucros dos supermercados só aumentam e tendem a crescer ainda mais. No comparativo do trimestre entre setembro e novembro com o mesmo período do ano anterior, todo o comércio perdeu mais de 10% dos postos de trabalho. Equivale a 1,9 milhão de pessoas desempregadas pelo comércio só nesse trimestre. Mas para os supermercados nada disso influenciou. O grupo Pão de Açúcar teve lucro de 1,59 bilhão nesse trimestre, um aumento de 58,5%. Já o Carrefour, registrou lucro de R$935 milhões, aumento de 47% ao mesmo trimestre de 2019.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O índice geral de vendas disparou.

Além do lucro e do alto fluxo de clientes, há outro exemplo do ano dourado para os supermercados brasileiros. O índice geral de vendas, calculado pela Associação Brasileira de Supermercados, disparou em 2020: os supermercados venderam 9,36% a mais do que em 2019, o maior aumento em 20 anos. Esse cálculo foi feito em 2.800 supermercados. A mudança dos hábitos foi drástica. O brasileiro passou a cozinhar e comer em casa.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário