ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  17    CAMPO GRANDE 26º

Em Pauta

O filho bastardo de Pedro I. Um trabalhador e milionário

Mário Sérgio Lorenzetto | 05/09/2022 06:30
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Essa é uma das muitas histórias de alcova rocambolescas de Pedro I, o homem que, de acordo com a falsa versão histórica, tornou o Brasil independente. O nome do bastardo era Pedro de Saisset. Filho do imperador com a modista Henriette Josephine Clémence de Saisset. O bastardo nunca foi tratado como um ser humano, mas como um problema, era o único em condições de disputar o trono com aquele que viria a ser Pedro II. E, como tudo na vida de Pedro I, havia um enorme problema a ser resolvido: Henriette de Saisset era casada.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Compraram a boca do marido.

Em vias de se tornar mais um dos inúmeros escândalos sexuais de Pedro I, acertaram o pagamento de elevada soma dos cofres reais para Pierre Joseph Felix de Saisset, o marido traído, para que assumisse a paternidade do bastardo e levasse a esposa para Paris. Pierre era um comerciante francês com estabelecimento no Rio de Janeiro.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O bastardo virou carregador de sacos nos EUA.

Nascido em 28 de agosto de 1.829, Pedro de Saisset só conheceu, rapidamente, o Brasil aos 19 anos. Veio cuidar da loja de tecidos de seu pai adotivo. Do Rio de Janeiro, foi aos Estados Unidos. Na viagem, o comandante do navio o assaltou, deixando-o em sérias dificuldades financeiras. Para sobreviver, virou carregador de sacos em um porto na Califórnia. Ao contrário de seus familiares, o jovem bastardo não tinha vergonha de trabalhar. E foi um verdadeiro vencedor. Conquistou fortuna nos EUA. Também foi nomeado cônsul da França em uma pequena cidade californiana. Mais que um bastardo, um estranho indesejado no ninho.

Nos siga no Google Notícias