A notícia da terra a um clique de você.
 
06/11/2017 07:47

Os homens mais ricos de cada continente

Mário Sérgio Lorenzetto
Os homens mais ricos de cada continente

O clube dos multimilionários não para de crescer. Segundo um estudo do UBS e da PWC, em 2016 juntaram-se 175 nomes à lista que agrega figuras que acumulam fortuna superior a um bilhão de dólares. E pela primeira vez na história, a maioria é da Ásia e não dos EUA e Europa. A lista inclui um bilionário da Antártida. A ideia é nomear um homem que faça fortuna com a existência do continente e não nomear um pinguim, uma vez que não existem habitantes permanentes no continente ainda gelado.

Os homens mais ricos de cada continente

América do Norte: Jeff Bezos.

O fundador da Amazon é o homem mais rico do mundo. Acaba de ultrapassar Bill Gates. A sua fortuna está avaliada em US$93 bilhões.

Os homens mais ricos de cada continente

América do Sul: Jorge Paulo Lemann.

O empresário brasileiro, líder da AB Inbev, está no vigésimo quarto lugar da lista da Forbes dos mais ricos do mundo. Sua fortuna está avaliada em US$31 bilhões.

Os homens mais ricos de cada continente

Europa: Amâncio Ortega.

O espanhol, presidente da Inditex, é o europeu mais rico e a quarta figura mais rica do mundo. O dono de marcas como a Zara é dono de fortuna estimada em US$78 bilhões.

Os homens mais ricos de cada continente

África: Aliko Dangote.

O empresário nigeriano tem uma fortuna avaliada em US$13 bilhões. É o homem mais rico do continente africano, com investimentos na área de cimento e agricultura. Na lista dos mais ricos do mundo está na posição 103. 

Os homens mais ricos de cada continente

Ásia: Mukesh Ambani.

O empresário indiano, líder da Reliance Industries Limited, é hoje o homem mais rico da Ásia. Acaba de destronar os chineses Hu Ka Yan, Ma Huateng e Jack Ma. A fortuna é avaliada em US$41 bilhões.

Os homens mais ricos de cada continente

Oceania: Gina Rinehart.

Nem só de homens vive a relação dos bilionários. Uma raridade é a presença de uma mulher de forte liderança. Gina Rinehart é líder de um grupo mineiro e sua fortuna é de US$16 bilhões.

Os homens mais ricos de cada continente

Antártida: Arnold W.Donald.

Donald não é propriamente o homem mais rico da Antártida, pois não há população permanente para fazer essa medição. Todavia, ele vem ganhando milhões de dólares anualmente há muito tempo com as viagens do grupo de cruzeiros Carnival que leva as pessoas ao continente gelado.

Os homens mais ricos de cada continente

Jovens sem mesada não sabem gerir dinheiro.

Um recente estudo, nas vésperas do Dia Mundial da Poupança, mostrou que quase metade dos inquiridos - dos 7 anos aos 22 anos - revelou que não recebe mesada ou semanada, pedem dinheiro aos pais sempre que precisam. Apesar das respostas indicarem alguma maturidade na relação com o dinheiro, há, ainda, um longo caminho a percorrer. A prática da mesada ou semanada incute responsabilidade e aprendizagem da gestão de dinheiro. A falta da mesada faz com que 15% dos entrevistados afirmam não saber quanto dinheiro tem à sua disposição simplesmente porque não precisa saber.
As entrevistas também descortinaram as estratégias que os jovens estão utilizando para comprar novos celulares. Mais da metade - 62% - está disposta a economizar um pouco, mês a mês, para adquirir o aparelho de seus sonhos. Apenas 18% afirma que está disposto a gastar tudo que conseguiram economizar ou se endividar para adquirir o novo celular desejado.
Em uma época em que as taxas pagas pelas cadernetas de poupança são ruins, 47% dos jovens opta por elas apenas por considerarem mais seguro que guardar dinheiro em casa.

Os homens mais ricos de cada continente

Lucros estão jorrando do fundo do mar do Brasil.

Junto com a recuperação da economia brasileira, as empresas estrangeiras que investiram no pré-sal, estão vendo jorrar dinheiro. É o caso da Galp. Essa empresa portuguesa de gás e petróleo estava em sérias dificuldades pela quebra de produção de suas jazidas petrolíferas em Angola. O pré-sal brasileiro fez com que sua produção disparasse mais de 35% no último trimestre. É também graças ao Brasil que a Galp prevê chegar a uma produção de 100 mil barris de petróleo por dia. Nesse ultimo trimestre seu lucro líquido no Brasil saltou mais de 50%, situando-se em 169 milhões de euros. E a empresa portuguesa acaba de ganhar outro bloco de petróleo no pré-sal, totalizando doze unidades produtivas - sete em operação e cinco para o ano vindouro. O ouro (negro) brasileiro continua enriquecendo Portugal.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.