A notícia da terra a um clique de você.
 
28/12/2017 10:26

Por que gostamos tanto das festas de fim de ano?

Mário Sérgio Lorenzetto
Por que gostamos tanto das festas de fim de ano?

A vida diária é estressante e está cheia de incertezas. Ter uma época especial no fim de ano em que sabemos exatamente o que fazer, como sempre fizemos, nos transmite uma agradável sensação de estrutura, controle e estabilidade. As tradições das festas de fim de ano estão cheias de tradições, desde levantar um copo para brindar até presentear parentes e amigos. Essas ações funcionam como amortecedores frente à ansiedade do cotidiano, converte nosso mundo em um lugar mais previsível. É claro que eles podem ser realizados em outras datas do ano, como no Dia das Mães, mas as festas de final de ano têm um significado mais profundo. São celebradas em um lugar especial - o lar - e com um grupo especial de pessoas - parentes e amigos mais próximos. Por isso há mais gente que viaja no fim de ano. As reuniões de pessoas que chegam de lugares distantes nos ajudam a deixar para trás as preocupações e permitem reconectar com as velhas tradições familiares.

Por que gostamos tanto das festas de fim de ano?

Todos em volta de uma mesa.

Não há tradição festiva no fim de ano sem comidas especiais. Quem come peru frequentemente? Desde os primeiro humanos, começamos a nos congregar em torno do fogo para assar o que foi caçado, a cozinha têm sido uma das características definidoras de nossa espécie. As longas horas passadas na cozinha nesta época, cumprem algumas das funções sociais que cumpriam as fogueiras de nossos ancestrais. Compartilhar uma comida cerimonial é um simbolo de comunidade, de irmandade, de reconhecimento da importância da família e da amizade. Reúne a todos em torno de uma mesa e aplaina o caminho para a conversação e a conexão.

Por que gostamos tanto das festas de fim de ano?

Não substimem o papel dos presentes de fim de ano.

É um hábito a troca de presentes nas festas de fim de ano. Desde uma perspectiva racional, poderíamos afirmar que é um costume sem sentido. No pior dos casos, serveria para gastarmos o que não temos, endividar-nos. Mas não podemos subestimar o papel da troca de presentes. A entrega ritual de obséquios desempenha um papel fundamental na manutenção dos vínculos sociais ao criar redes de relações recíprocas.
Hoje em dia, trocam listas com os presentes que desejam. A genialidade desse sistema reside no fato de que a maioria das pessoas recebem assim aquilo que de outra maneira teriam comprado. O dinheiro se recicla, mas todo mundo segue desfrutando da satisfação de dar e receber presentes. E até nos permitimos algum capricho sem nos sentirmos culpados.
A função mais importante das festas de fim de ano está na manutenção e reforço dos vínculos familiares.



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.