A notícia da terra a um clique de você.
 
23/06/2019 08:00

Quedas mortais em idosos aumenta. Como evitá-las?

Mário Sérgio Lorenzetto
Quedas mortais em idosos aumenta. Como evitá-las?

A queda é um evento comum em idosos. E poder ser devastador. Além dos problemas médicos, as quedas apresentam um custo psíquico enorme, aumentando a dependência. Estima-se que há uma queda para um em cada três indivíduos com mais de 65 anos. A outra estimativa do Ministério da Saúde é de que um em vinte daqueles que sofreram uma queda, sofram uma fratura ou necessitem de internação. Dentre os mais idosos, com 80 ou mais anos, 40% caem a cada ano. A taxa de mortes devido a quedas está aumentando consideravelmente para os que têm mais de 70 anos. Mas as quedas são evitáveis para a maioria dos idosos.

Quedas mortais em idosos aumenta. Como evitá-las?

As quedas matam.

A mensagem que todos devem levar para casa é de que as quedas matam. Embora a tendência seja perturbadora, as quedas não precisam ser uma parte inevitável do envelhecimento. As mulheres são mais propensas a cair que os homens, todavia, elas sobrevivem mais do que eles como resultado de uma queda. Os estudiosos do assunto garantem que a maioria das causas de quedas pode ser mitigada.

Quedas mortais em idosos aumenta. Como evitá-las?

Cuide dos remédios.

Medicamentos, especialmente os que ajudam no sono, podem comprometer o equilíbrio. Os benzodiazepínicos, como o Valium e Xanax, são especialmente ruins para as quedas. O metabolismo diminui em mais velhos e a toxicidade para esses medicamentos se acumula, o que pode causar tontura. O mesmo vale para os não-benzodiazepínicos, como o Ambien. Também vale para os anti-histamínicos sedativos, como Benadril e Advil, que também são ruins para o equilíbrio. Como alternativa uma gama de médicos vem trabalhando com a melatonina, uma ajuda segura e eficaz para o sono.

Quedas mortais em idosos aumenta. Como evitá-las?

Cuidados com os óculos bi-focais.

A visão é um componente crucial quando se trata de quedas. Evite lentes bi-focais ou progressivas ao caminhar fora de casa. Se você está usando lentes bi-focais e descendo de um meio-fio da calçada, isso muda sua percepção de profundidade. Use lente de foco único para caminhar fora de casa.

Quedas mortais em idosos aumenta. Como evitá-las?

Nunca use salto alto.

Qualquer coisa em que o pé escorregue é uma ideia terrível para quem atingiu 65 anos. Nunca mais use salto alto. Evite o uso de sandálias fofas. Todos os sapatos só podem ter um diminuto salto ou nenhum salto. Também comece a observar as ranhuras na sola, quanto mais ranhuras profundas, melhor é o calçado. Os chinelos fazem você escorregar. Para quem está acima dos 75 anos e é orgulhoso para andar com bengala ou andador, lembre-se que seu uso permitirá que você seja independente por mais tempo.

Quedas mortais em idosos aumenta. Como evitá-las?

O melhor exercício é o tai chi.

Exercite entre 15 a 20 minutos diariamente. Tente combinar exercícios aeróbicos com anaeróbicos. O levantamento de peso nas pernas é medida inteligente. Mas, tudo indica que o tai chi, a arte marcial chinesa, parece ser a maneira mais eficaz de melhorar o equilíbrio. Envolve movimentos muito lentos em coordenação com a respiração e a atividade muscular. Um estudo publicado no ano passado descobriu que entre aqueles que têm mais de 70 anos que praticavam tai chi duas vezes por semana, a incidência de queda foi reduzida em 58%. É uma taxa espetacular. Com muitos dos movimentos clássicos do tai chi, você dá um grande passo para fora, ou para o lado. Ou você se inclina para a frente, com seu tronco. Tudo isso treina o corpo para permanecer estável quando colocado em uma posição desequilibrada.

imagem transparente
Busca

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.