A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


28/05/2018 08:22

Passo a passo para começar o investir

Emanuel Steffen

Vivemos em um país débil em educação financeira. Nesta área, o que define o brasileiro é o seu descontrole em dívidas no cartão de crédito e a opção por tipos de investimentos de baixo retorno, como a popular poupança.

Somos uma nação de 200 milhões de habitantes, mas com apenas meio milhão de investidores registrados para negociação na bolsa. Por um outro lado, também é real o aumento da procura por informações relacionadas ao mundo dos investimentos.

A mentalidade de que investir é "coisa de rico", está sendo desconstruída. Se você é uma dessas pessoas, que pretende iniciar no mundo dos investimentos e ser bem sucedido, convido-o a conhecer agora 4 passos fundamentais que vão te ajudar neste objetivo.

Conheça o seu perfil

O risco de um investimento é a relação entre a possibilidade de ganho e perda de recursos. Para começar a investir é necessário que você saiba exatamente, qual o seu perfil de risco. Esse conhecimento é essencial, pois cada tipo de investimento, sejam eles renda fixa ou variável, apresentam riscos diferentes.

Investimentos em renda variável, como ações, oferecem ganhos maiores que a renda fixa. Esse retorno maior, carrega um risco superior, devido a variação constante dos preços. Assim, depois que definir o quanto está disposto a arriscar, poderá distribuí-lo.

Pessoas com um perfil conservador, ou seja, com menor tolerância a perdas, possuem uma relação de alocação de 80\10 (80% Renda fixa 10% Renda variável). Perfis moderados, têm algo em torno de 70\30 respectivamente. Já os perfis arrojados, com maior desejo por ganhos, 60\40.

Escolha a melhor corretora

Assim como um corretor de imóveis faz a ponte entre o comprador e vendedor. As corretoras de valores, são quem realizam sua intermediação com o mercado financeiro. Por isso é fundamental a cautela na escolha das corretoras, que especializam-se em determinados produtos e formas de operação.

Algumas corretoras voltadas a renda fixa, isentam clientes de algumas taxas. Outras, oferecem suporte maior a especuladores, através de plataformas especializadas de negociação. Tendo isso em mente, procure por corretoras que possuam as melhores condições para o tipo de investimento que pretende realizar.

Comece pela renda fixa

Para diminuir o medo natural ao investir em algo novo, inicie com produtos mais simples e seguros. Um produto com essas características, é o famoso CDB emitido pelos bancos, com respaldo do fundo garantidor de crédito no valor de 250 mil reais. Já os títulos públicos, não contam com a proteção do FGC, mas também são simples de operar, podendo ser adquiridos diretamente no site do tesouro direto.

Teste a renda variável aos poucos

Depois de perder o medo de investir na renda fixa, reserve uma parte menor do capital disponível para diversificar na renda variável. Lembre-se, o verdadeiro risco está em não conhecer o ativo em que se investe.

Compre ações de companhias do Ibovespa, o índice das melhores da bolsa. A experiência lhe dará mais confiança. Nunca pare de aprender sobre os diferentes tipos de investimentos. Conte com nossa assessoria personalizada. Fale conosco agora mesmo.

Disclaimer: A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

Tabelamentos, soluções mágicas e a ruína da América Latina
Segundo Albert Einstein, fazer a mesma coisa e esperar um resultado diferente é sinal de loucura. Muitos políticos latino-americanos devem ser loucos...
“Justiça social” e o poder estatal
Se você perguntar a dez progressistas o que significa justiça social, você terá dez respostas diferentes. E é assim porque "justiça social" significa...
Pseudointelectuais X Capitalismo
Por que os intelectuais sistematicamente odeiam o capitalismo? Foi essa pergunta que Bertrand de Jouvenel (1903-1987) fez a si próprio em seu artigo ...
O impacto do blockchain na economia mundial
No ano passado, uma das criptomoedas mais conhecidas dos últimos tempos sofreu uma supervalorização, chegando a ser cotada a quase US$ 20 mil. O boom...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions