A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


20/02/2017 08:08

Tenha mais qualidade de vida hoje e sempre

Por Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Estamos vivendo 30 anos ou mais do que nossos avós e bisavós, mas seguimos aposentando com mais ou menos 60 anos. Devemos mudar o papel dos 50 ou 60 anos, principalmente no sentido de continuarmos sendo úteis para a sociedade. Como? Principalmente através da independência financeira. Em outras palavras, acrescentando mais sentido aos anos acumulados. Abraçar o envelhecimento ativo, adotando uma postura protagonista em cada fase da vida, é uma questão de qualidade de vida e propósito, bem como de sobrevivência.

A independência financeira não permite apenas um ganho matemático; o resultado que se colhe não é apenas numérico. Os benefícios extrapolam o cunho técnico racional. Ao atingir um equilíbrio financeiro ou, de preferência, a independência financeira, você acrescenta muito mais vida ao presente e aos anos que virão, porque essa condição permite muitas ações importantes, dentre elas:

1. Focar em uma atividade que proporciona prazer
Dedicar tempo maior ao seu hobby preferido, voltar a estudar, resgatar projetos engavetados, enfim, seguir em frente! Seguir em frente através de um hobby é viajar no tempo de forma diferenciada; seguir em frente através de um novo aprendizado é dar oportunidade para você mesmo se expandir; seguir em frente através de um novo objetivo é dar asas ao seu tempo finito. Seguir em frente questionando a você mesmo é reconhecer que você nunca está na linha de partida ou da chegada, mas em trânsito. Ou seja, a jornada da vida exige movimento. Movimente seu corpo, movimente sua mente e movimente seu modo de ver o mundo.

2. Alimentar-se com equilíbrio e se exercitar
Praticar alguma atividade física com regularidade e degustar o tempo com um novo olhar são escolhas facilitadas pela independência financeira.

Alimentação adequada e exercício físico regular são dois fatores que constroem a saúde física, mental e também contribuem para a sua saúde financeira, pois você com saúde você economiza bastante dinheiro. Estes hábitos salutares asseguram que você deguste o tempo com um novo olhar e também o valorize aceitando a finitude humana. Envelhecer assim é uma escolha.

"Caminhar é o melhor trabalho voluntário que você pode fazer. Sua caminhada diária talvez seja a atitude mais importante para o seu bolso e para a economia do país do que qualquer decisão de investimento. Ao caminhar, você estará ajudando…” Livro “Viver Muito”, de Jorge Felix.

3. Atuar e contribuir com como voluntário
A independência financeira permite seguir trabalhando, mas em um ritmo diferente, além de abraçar novos desafios para as próximas décadas. Um ano cronológico é igual para você e todo mundo, mas um ano vivido com intensidade e prazer é bem diferente de um ano de mesmice. Um ano vivido com entusiasmo e energia é bem diferente de um ano vivendo por viver. Um ano seguindo em frente é bem diferente de um ano voltado para o passado. Quem tem mais de 50 não tem apenas mais um ano, ou mais uma década. Tem ainda 30 a 50 anos para enfrentar. É desafiador!

Então, por que não fazer dessa jornada a mais rica, intensa e plena possível? Dê uma chance a você mesmo: não pare de trabalhar! Uma atividade colaborativa faz você experimentar uma realidade que você ainda não percebeu: a fragilidade e a fortaleza humana em cada ser vivo, assim como a mesquinhez e a nobreza de atitudes convivendo muito próximos. Não seja um expectador, seja um jogador atuante da sua própria vida. Isto está sendo escrito por alguém com quase 60 anos, mas com o propósito de atingir leitores de todas as faixas etárias. O assunto é muito crítico e importante, quanto antes pensarmos nisso, melhor.

O tema envelhecimento é para todos, pois começamos a envelhecer quando nascemos. Você já pensou nisso? A grande sacada não é pensar que você começará isso algum dia, no futuro, mas iniciar já, ou “para ontem”, como dizem por aí.

Por quê a pressa para começar a investir? Resposta simples: para capitalizar os juros compostos não somente no financeiro, mas também na saúde, na mente e no social. Ou seja, para desfrutar também de uma saúde borbulhante, de uma mente ágil, atenta e de uma rede de pessoas conectadas a você pelos propósitos que você defende. Tudo isso também depende de uma atuação contínua, coerente e engajada. Tais capitais (saúde, intelectual, social e financeiro), cultivados e trabalhados ao longo da vida, se convergem para permitir uma longevidade com qualidade de vida.

Conclusão – A sua e a minha longevidade já começaram. A qualidade que daremos a ela só depende de cada um de nós. Envelhecer não deve ser sinônimo de empobrecer, e isso é uma escolha. Conduza o seu capital (saúde, intelectual, social e financeiro) como dirigimos um carro, olhando para frente, ou seja, olhando para o futuro, mas consciente do presente. Atenção porque os três retrovisores possuem uma amplitude de visão dezenas de vezes menores que o para-brisa. Ou seja, não perca tempo com o passado. Foque no futuro! E o melhor futuro que você tem é o momento presente.

Qual é o seu propósito? O que você está fazendo agora é a prévia do seu amanhã nos pilares da saúde, intelectual, social e financeiro. O que está fazendo agora é o prefácio do livro da sua longevidade com qualidade de vida.

Faço novamente um apelo: opte pelo envelhecimento ativo! Por que não acrescentar sentido aos anos que ganhamos devido à longevidade, tendo como propósito expandido escrever o nosso próprio destino? Por que não desafiar e investir melhor nos nossos quatro capitais alicerces (saúde, intelectual, social e financeiro) em todas as fases da vida?

Fonte: Roberto Sato/dinheirama.com.br Disclaimer: A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen é criador do portal www.mayel.com.br

A importância de dar uma pausa
Estou escrevendo este texto em um dos muitos feriados que este ano teve, e já pensando que o próximo também terá vários. Quem me conhece sabe que est...
Por que a maioria das lojas online não aceita débito
Desde que a internet se popularizou entre as pessoas no mundo todo, uma das áreas que mais cresceu foi, sem dúvida, a de comércio eletrônico. No come...
Errou? Que bom, agora você é alguém melhor e mais forte!
Errar. Como erramos durante toda a nossa vida, não é mesmo? Pode ser nos negócios, nas contas, nas relações, na falta de coragem ou nas decisões prec...
7 Dicas práticas de economia com o lazer
1.Aproveite mais os pequenos prazeres da vida: Uma volta no parque, um cochilo na rede, um piquenique no jardim e um filme com pipoca em uma tarde ch...


A importância dos pequenos negócios no contexto econômico e social brasileiro vem crescendo gradativamente nos últimos 30 anos, as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) são alvo de atenção de analistas econômicos devido seu potencial de geração de renda e de emprego, entretanto, as dificuldades na obtenção de créditos e a pior recessão econômica da historia do Brasil, estão fazendo muitos fecharem as portas. Leiam o texto que Pedro Ivo Fator discorre sobre o tema e faz valer as dicas. Aproveitem a leitura!
Não percam novo post no blog Café&Finanças
http://cafeefinancas.blogspot.com.br/…/como-melhorar-as-cha…
Bjocas Carinhosas
www.palestrafinanceira.com.br
#palestrafinanceira
#ficaadica
 
Janaina Macedo Calvo em 22/02/2017 10:54:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions